Aricanduva e Jacu-Pêssego têm limites de velocidade reduzidos

Aricanduva e Jacu-Pêssego têm limites de velocidade reduzidos

Os motoristas que costumam usar as avenidas Aricanduva e Jacu-Pêssego terão que se acostumar com os novos limites de velocidade. Desde segunda-feira, dia 3 de agosto, a velocidade máxima permitida passou de 60 km/h para 50 km/h. E quem não respeitar poderá ser multado.

A medida faz parte do plano de redução de acidentes viários do “Programa de Proteção à Vida”, para melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

A regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h na Avenida Jacu-Pêssego acontece em ambos os sentidos, em toda a sua extensão (20 km), exceto no trecho entre as ruas Adriano Bertozzi e Zituo Karasawa, onde existem dispositivos redutores de velocidade e permanece a velocidade de 30 km/h.

De acordo com a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego – a medida se faz necessária vista que a referida via possui tráfego intenso e grande volume de pedestres. Dados revelam que, entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014, aconteceram 474 acidentes veiculares com vítimas e 100 atropelamentos, resultando em 780 pessoas feridas e 72 mortes na Avenida Jacu-Pêssego.

ARICANDUVA
A medida também vale para a Avenida Aricanduva e o Elevado Engenheiro Alberto Badra. Outra importante via de ligação da Zona Leste onde os limites de velocidade costumam não ser respeitados. Tanto é, que o registro de acidente entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014, ficou entre 828 acidentes veiculares com vítimas e 132 atropelamentos, resultando em 1.286 pessoas feridas e 45 mortes, de acordo com dados da própria companhia. A mudança também vale para toda a extensão da via, em ambos os sentidos.

MARGINAIS
Em julho, a CET realizou a redução de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros. Nas pistas expressas, para os carros, passou de 90 km/h para 70 km/h, e para os caminhões, de 70 km/h para 60 km/h. Nas pistas centrais das marginais, a redução foi de 70 km/h para 60 km/h e de 60 km/h para 50 km/h nas pistas locais. Em alguns trechos de ambas as vias, onde velocidades mais baixas foram anteriormente adotadas por questões de segurança, elas se manterão.

Na Marginal Tietê, por exemplo, no trecho próximo à ponte da Casa Verde, na pista central, no sentido da Rodovia Ayrton Senna, se manteve a velocidade máxima permitida de 50 km/h.

Deixe um comentário

*