CORREDORES – Por enquanto, árvores ficam

CORREDORES – Por enquanto, árvores ficam

O superintendente de Gestão Ambiental da SPObras, Delson Lapa, esteve na Subprefeitura Itaquera, na última quarta-feira, 18, para ministrar uma palestra sobre Licenciamento Ambiental e Manejo Arbóreo nos corredores de ônibus das avenidas Líder e Itaquera, além do Terminal Itaquera.

ESCLARECIMENTO
Lapa afirmou sair em defesa das árvores todas as vezes em que há uma obra como essa. Por conta disso, ele tem o hábito de esclarecer quando a espécie está sadia ou doente, quando está inadequada para o local ou quando gera um risco de acidente. Mesmo assim, o superintendente disse ter sido intimado pelo Ministério Público após uma denúncia de que a Prefeitura estaria “arrasando” com a Avenida Líder.

ÁRVORES MORTAS
De acordo com o técnico, a acusação não era verdadeira, pois o trabalho está seguindo as determinações do documento de licenciamento ambiental e as árvores em questão estavam mortas. Terminada a explicação, Lapa respondeu as questões da plateia.

Sobre a remoção e replantio de árvores adultas, ele revelou que é preciso verificar se a espécie aguenta ou não a intervenção. Lapa ressaltou ainda, que como o transplante é caro, às vezes não vale a pena. Caso seja feito, ele deve ocorrer logo após a retirada. O superintendente também pediu desculpas sobre ações anteriores nas quais as árvores eram retiradas, mas as obras só iniciavam um ano depois. “A cidade já é árida demais para esse tipo erro. Temos de mostrar à população como será feita a compensação e atuar com eficiência”, avaliou.

ILHAS DE CALOR
Lapa declarou que a Zona Leste é o local onde existem mais ilhas de calor. Portanto, a compensação deve ocorrer de forma inteligente. “Aqueles ‘paliteiros’, que podem ser vistos em alguns pontos da cidade, com várias mudas plantadas num espaço mínimo, são horríveis”, envergonhou-se. Conforme ele, é necessário ter estudos e critérios para se plantar a árvore certa na área realmente prejudicada pela falta de verde.

FRUTAS
Com relação às árvores frutíferas, o técnico observou que iria pensar na possibilidade, não esquecendo da viabilidade, pois algumas frutas podem fazer pessoas escorregarem, algumas folhas podem ser grandes demais e entupir os bueiros, entre outros detalhes a serem analisados.
Funcionários da Subprefeitura Itaquera fizeram questionamentos relativos ao envio do projeto para o órgão, a fim de suprir as dúvidas levantadas pelos moradores da região, e sobre a informação de que algumas árvores estavam tendo suas raízes cortadas nas obras das duas avenidas, podendo ocasionar a queda das mesmas. Sobre as duas situações, Lapa adiantou que haverá uma atenção imediata. À equipe da SPObras também coube a avaliação, a pedido da moradora Maria do Socorro, de árvores plantadas nas calçadas da Avenida Águia de Haia. Conforme ela, os galhos atingiram os fios e podem provocar acidentes.

Deixe um comentário

*