Anália Franco – Região pode ganhar linha com destino à Vila Prudente

Anália Franco – Região pode ganhar linha com destino à Vila Prudente

Em abril deste ano, o leitor desta Gazeta, José Walter Ferdinando Dilella, entrou em contato com a redação para alertar sobre a falta de linhas de ônibus na Avenida Sapopemba com destino à estação Vila Prudente do Metrô.

Os itinerários existentes só fazem a interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, entre as estações Tatuapé e Belém. Problema este também vivido por quem está na região do Anália Franco.

Na ocasião, a reportagem entrou em contato com a São Paulo Transporte (SPTrans) e perguntou se há um projeto para reorganizar os itinerários dos ônibus na região através de uma ligação direta entre os dois endereços até a estação Vila Prudente, depois que o novo terminal  urbano, que fará a interligação entre as estações de metrô e do monotrilho, pela Linha 15-Prata, estiver funcionando.

Mas a resposta deu a entender que não haverá alteração nos itinerários tão cedo e, muito menos, uma ligação direta entre os endereços abordados na reportagem.

SERIA POSSÍVEL?
Entretanto, uma “luz no fim do túnel” pode ter começado a brilhar. Durante visita à região do Aricanduva, o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, questionado por este semanário sobre o problema, disse ser completamente coerente a inserção de linhas que façam esta ligação.

“Não vejo problema nisso. Vamos analisar a possibilidade sim. Se temos a estação Vila Prudente por que fazer a pessoa ter que pegar um ônibus para as estações Tatuapé ou Belém? Não faz muito sentido mesmo isso”, observou.

Segundo Waldir Cardoso, gerente da SPTrans, algo só poderá ser feito após a conclusão das obras do novo terminal de ônibus que está sendo construído sob a estação Vila Prudente do monotrilho, pelo governo do Estado.

“Teve um atraso na entrega e estamos fazendo o que dá para acomodar as linhas que fazem ponto final ali do lado. Por enquanto, não temos espaço físico para acomodar mais nenhuma linha em qualquer rua lateral que seja. Depois, quando a obra for entregue, poderemos analisar esta possibilidade, com certeza”, concluiu.

Deixe um comentário

*