O que faz você autoconfiante?

Sr. redator:
“Ninguém questiona a importância da autoconfiança como força propulsora para implementar uma carreira bem-sucedida. A sua atitude é o que determina a altitude na vida profissional. Porém, de nada adianta apenas saber que é preciso ter autoconfiança. A questão é o que fazer? Como fazer? Onde adquirir a autoconfiança? Será que é vendida na farmácia ou supermercado? Alguém tem a receita?

A primeira providência é saber que a autoconfiança está dentro de si mesmo. Se está dentro de si significa que você ‘já tem a autoconfiança’. Não há necessidade de buscar, criar a autoconfiança. A questão passa a ser como extrair e não o que fazer. Só que, de nada servirá saber que possui a autoconfiança, se ela não for reconhecida e utilizada.

De nada adianta você ter R$ 10 mil esquecido no bolso de um paletó, que fica guardado no fundo do armário e nunca é usado. Para utilizar qualquer coisa você precisa reconhecer a sua existência. Não basta conhecer, é preciso reconhecer. Reconhecer é validar, aceitar, ter a certeza.

Se tiver a certeza que possui você consegue usar.

Se a autoconfiança está dentro de você e não consegue sair, é porque está sendo bloqueada. Na maioria dos casos é devido a lembranças de algum ‘fracasso’, ‘vergonha’ que passou. Pode ser que alguma experiência desagradável na infância está gravada no fundo do subconsciente e está impedindo que a autoconfiança aflore.

Os fatos e acontecimentos da nossa vida são resultados de causas. Se não fosse assim o destino da pessoa já estaria predeterminado ou seria obra do acaso. Em ambas hipóteses, de nada adiantaria se esforçar. Assim, o fundamental é mudar a causa para mudar o resultado.

A causa está na mente. A manifestação da autoconfiança também é um resultado. Portanto, para manifestar a autoconfiança é preciso mudar a causa que está na mente da pessoa. Por isso, o melhor caminho para desobstruir algo que está bloqueando a manifestação da autoconfiança é a autossugestão por meio de palavras.

Entre a decisão de fazer alguma coisa, até a concretização do fato existe um intervalo de tempo, onde as pessoas agem ou não agem. O erro está em pensar que tal resultado não aconteceu porque não agiu ou agiu de forma errada.

Exemplificando: quando a pessoa ouve uma palestra ou lê algum artigo sobre autoconfiança, tipo ‘dicas para ter autoconfiança’, a pessoa pensa: preciso tomar uma atitude. Porém, depois de algum tempo, vê que não deu resultado. Aí atribui o insucesso à ‘falta de ação’ ou ‘erro de execução’.

A causa do insucesso não está na ‘ação’ ou ‘falta de ação’ ou no ‘erro na execução’. Existe algo que comanda o ser humano de dentro. A causa está no pensamento, na palavra que costuma utilizar. Não há como pensar, sem usar uma palavra. Exemplo: tente pensar na ‘Gabriela’ sem falar lá dentro da mente ‘Gabriela’.

Assim a única forma de criarmos alguma coisa na nossa mente é usando a palavra. A forma de extrair a autoconfiança é também pela utilização da palavra. Este mundo é o mundo da ‘tua fé que te curou’, ou seja, é feito de crença no que você afirma.

A forma de manifestar a autoconfiança é reconhecer esta força interior pela utilização do poder da palavra. Desta forma é repetir e repetir palavras que servem de autossugestão para manifestar a autoconfiança.

Desta forma deve autossugestionar repetindo no mínimo vinte vezes antes de dormir e ao acordar com palavras do tipo: ‘Eu sou perfeito. Eu sou inteligente. Eu sou saudável. Eu sou forte. Eu sou capaz de realizar qualquer coisa com êxito e perfeição. Eu sou bem-sucedido. Eu sou vencedor’. Tenho certeza que você terá um futuro melhor e conquistará a altitude profissional que desejar.”

Orlando Oda

Deixe um comentário

*