logradouros do Tatuapé – Letra ‘B’

RUA BAEPENDI
Ato nº 456 – 8 de maio de 1933.
● Localização: começa na Rua Pi­tangui e termina na Rua Ulisses Cruz.
● Denominação antiga: Rua C.
● Histórico: Manuel Jacinto Nogueira da Gama – Marquês de Baependi – nasceu em São João del Rei, Minas Gerais. Bacharelou-se em matemática pela Universidade de Coimbra. Alçou ao posto de marechal de campo, tendo ainda sido membro do Conselho do Imperador e fidalgo da Casa Imperial. Em 1791, concluído o curso de matemática, fez dois anos de medicina, abandonando o curso por ter sido nomeado lente daquela matéria na Real Academia da Marinha de Lisboa. Nesse cargo permaneceu até 1801. Foi promovido a primeiro-tenente da Armada Portuguesa, em 1793. Pouco depois, 1798, alçava ao posto de capitão de fragata. Em 1803, obtinha transferência para o Corpo de Engenheiros.

No Brasil, foi deputado à Constituinte pelo Rio de Janeiro. De 21 de janeiro de 1826 a 15 de janeiro de 1827, ocupa uma cadeira no Senado. Isto deveu-se à sua indicação pela Província de Minas Gerais e à aprovação do Imperador. Foi três vezes ministro da Fazenda. A primeira de 17 de julho a 10 de novembro de1823. Juntamente com outros, foi destituído por discordar do fechamento da Assembléia. Em 1824, fez  parte do chamado “gabinete dos marqueses”,  sempre ocupando a mesma  pasta. Dois dias antes de sua abdicação, em 5 de abril de 1831, Dom Pedro reuniu um novo ministério, novamente nomeando Baependi.

Em 1833, a elite dos antigos servidores do Imperador, com José Bonifácio à frente seguido de Baependi, do General Morais  e outros, fundam a Sociedade Militar, com o objetivo de promover o regresso do monarca. Por meio de pressão militar, a tentativa foi frustrada. Em 1838, Baependi é elevado à presidência do Senado.

Faleceu no Rio de Janeiro, em 15 de fevereiro de 1847.

RUA BARÃO DE SERRO LARGO
Ato nº 2.522 – 23 de maio de 1925.
● Localização: começa na Rua Demétrio Ribeiro e termina na Rua Marechal Barbacena.
● Denominação anterior: Rua Sete.
● Histórico: José de Abreu, barão de Serro Largo, nasceu no Rio Grande do Sul. Adotou a carreira das armas e fez as campanhas de 1801, 1811 e 1812, conquistando o posto de capitão. Em 1816 tornou-se lendário ao vencer o general Artigas. Suas vitórias de Ibicuí, Iapepu e Itapuraí são prodígios de bravura e precisão militar. Daí por diante, até o infeliz dia para as armas em Ituzaingó ou Passo do Rosário, sua vida foi um constante labutar nos campos de batalha. No ataque a Aparei ele é o elemento decisivo. De 1819 a 1820 continua a prestar serviços na guerra, contribuindo para a vitória de Taqua­remboque, na qual obrigou o general Artigas recuar para o Paraguai. Em recompensa pelos seus serviços foi alçado ao posto de Marechal de Campo.

Proclamada a Independência do Brasil, foi nomeado governador de armas na Província do Rio Grande do Sul, auxiliando o Visconde de Laguna que na época sitiava Montevidéo. Em 1825 rompe a guerra da Cisplatina. Nela, por um lado ele cobre-se de louros, mas por outro lado, sofre grandes revezes morais. Complica-se a situação das tropas em operação. Os mil embaraços que sofria o governo de Dom Pedro I e a falta de orientação positivamente militar, levam à derrota em Passo de Rosário, em 20 de fevereiro de 1827. Nessa refrega, tomba José de Abreu, o legendário comandante gaúcho, um dos mais ilustres militares do Rio Grande do Sul.

RUA BERNARDO DE MAGALHÃES
Decreto nº 200 – 20 de março de 1943.
● Localização: começa na Avenida Celso Garcia e termina na Rua Melo Peixoto.
● Denominação antiga: Rua Cinco.
● Histórico: Bernardo Ribeiro de Magalhães nasceu nesta Capital em 20 de julho de 1866. Formou-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Foi chefe da clínica do professor Torres Homem e um dos fundadores da Gazeta Clínica. Presidiu a Associação Paulista de Medicina. Publicou inúmeras bibliografias. Faleceu  com 59 anos, em 19 de junho de 1925.

RUA BOM SUCESSO
Decreto nº 57 – 21 de outubro de 1940.
● Localização: começa na Rua Cruz Alta e termina na Rua Demétrio Ribeiro.
● Denominação antiga: Rua Dois.
● Histórico: o nome deve-se à Vila Paulista do Município de Avaré.

Deixe um comentário

*