Linha 15 Prata: obras não  estão paradas, diz Metrô

Linha 15 Prata: obras não estão paradas, diz Metrô

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Metrô para saber como estão as obras da Linha 15-Prata, pelo sistema do monotrilho, que irá ligar o Ipiranga à Cidade Tiradentes.

Os questionamentos se referiram sobre até quando a operação assistida irá continuar, se as obras do terminal de ônibus na estação Vila Prudente vão atender o cronograma inicial, e se há alteração no cronograma para extensão da linha, além da estação Oratório.

De acordo com as informações, a linha segue com sua operação diária, das 9 às 14 horas, na forma de visita controlada e gratuita, entre as estações Vila Prudente e Oratório, ambas localizadas sobre a Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello.

“Nessa fase, o funcionamento das novas estações em período parcial possibilita ajustes finais dos equipamentos, sistemas e suas interfaces, assim como o treinamento da população e dos funcionários para as características deste novo modal de transporte. Gradativamente, com os ajustes dos equipamentos, os intervalos entre as viagens estão sendo diminuídos até que sejam concluídos os últimos acertos. Após a realização de todos os testes passará a operar em horário comercial, das 04h40 à meia-noite.”

Operação assistida acontece das 9 às 14 horas, todos os dias

Operação assistida acontece das 9 às 14 horas, todos os dias

Metrô disse que as obras de extensão do monotrilho não estão paradas

Metrô disse que as obras de extensão do monotrilho não estão paradas

TERMINAL
Referente ao terminal de ônibus anexo à estação Vila Prudente, a pasta esclareceu o seguinte. “Será um conjunto de terminais, sendo um central e dois de suporte localizados ao norte e ao sul da Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo. Posteriormente será definida a data em que eles entrarão em funcionamento. A responsabilidade pela construção dos terminais de ônibus está a cargo do Metrô e a operação e das linhas da SPTrans.”

EXPANSÃO
Para a implantação das estações São Lucas, Camilo Haddad e Vila Tolstói, a assessoria disse que o Metrô vai fazer o remanejamento de trechos da galeria de canalização do Córrego da Mooca, que se encontra na região destas estações, na Anhaia Mello.

“A necessidade destas intervenções foi vista durante os projetos básico – que detectou a existência do córrego; e executivo – que detectou a extensão desta interferência após a realização de sondagens e prospecção in loco. Neste momento, os projetos de remanejamento na região de cada uma destas estações estão em fase de conclusão e estão sendo submetidos à análise dos órgãos da Prefeitura para as autorizações necessárias, bem como os desvios de tráfego no entorno da Avenida Anhaia Mello. Estas intervenções não implicarão em novas desapropriações e o prazo da execução está sendo avaliado.”

Para as demais estações desse trecho, Vila União, Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus, as obras encontram-se em andamento, concluiu a assessoria.

Deixe um comentário

*