GCM Bom Parto – Secretário nega retorno

GCM Bom Parto – Secretário nega retorno

O empresário e morador do Tatuapé, Jailson dos Santos, participou de uma reunião com o secretário municipal da Segurança Urbana, José Roberto Rodrigues de Oliveira, na última terça-feira, dia 26, como representante do Conseg e de comerciantes e moradores. O objetivo do encontro era o de comprovar ao secretário a importância da Inspetoria Mooca da GCM permanecer no prédio localizado no Largo Nossa Senhora do Bom Parto.

Ao mesmo tempo, Santos tentou fazer com que Oliveira retrocedesse da decisão de encerrar as atividades da GCM no Bom Parto e transferir os guardas para o Centro Esportivo de Vila Manchester, no Carrão.

Santos afirmou que o secretário fez questão de destacar o custo do aluguel (R$ 12 mil), e que o dinheiro poderia ser utilizado para a compra de novos uniformes. De acordo com o empresário, Oliveira não se mostrou solícito à vontade da população e queria fazer propaganda de um projeto de instalação de câmeras na cidade.

Guardas vão para a Vila Manchester”

A Inspetoria já teve sua sede em espaço na Prefeitura Regional Mooca, depois foi deslocada para a Avenida do Estado e, por último, foi acolhida no prédio do Bom Parto. “Minha preocupação sempre foi a de preservar a segurança dos moradores, lojistas e donos de comércios da região. Afinal, o histórico de roubos e uso de drogas no Largo, antes da GCM, comprovam a necessidade dos guardas continuarem no local”, contou Santos.

Após vários argumentos apresentados ao secretário, Santos ouviu de Oliveira a resposta de que é preciso economizar e, após o encerramento do contrato, uma base móvel será colocada no Bom Parto para atender aos munícipes.

Para um dos moradores que está vizinho ao imóvel da GCM, a justificativa do secretário, de gastar menos, cai por terra quando os custos de deslocamento de viaturas e homens são colocados na ponta do lápis. Ele pergunta: “Quanto será gasto de combustível e de manutenção nos veículos para que eles façam o percurso da Vila Manchester ao Tatuapé todos os dias?”.

O morador ainda lembrou dos investimentos feitos pela comunidade no prédio e se disse entristecido por conta de todas as benfeitorias trazidas pela GCM para a região.

Deixe um comentário

*