ZONA AZUL HMT – Dois anos de espera

ZONA AZUL HMT – Dois anos de espera

Estacionar próximo à entrada do Hospital Municipal do Tatuapé continua sendo um problema para as famílias que querem atenuar o sofrimento dos pacientes que buscam atendimento. A distância da vaga com relação à portaria principal gera um transtorno ainda maior às pessoas que utilizam muletas, andadores ou cadeiras de roda. Por isso, quem mora na região vem tentando, desde 2017, junto à CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), conseguir a implantação do sistema de Zona Azul nas ruas Síria e Santo Elias. Da mesma maneira, os moradores ainda sugeriram a criação de vagas direcionadas a idosos e pessoas com deficiência. As propostas, debatidas dentro das reuniões do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) Parque São Jorge, foram entregues a Idesvaldo Alves, representante da CET que participa dos encontros.

Pode ajudar pacientes e comerciantes”

Dinael Wilson Milochi, membro do Grande Conselho Municipal do Idoso e integrante do Conselho Gestor do HMT, está entre os que lutam para que as pessoas com mais de 60 anos tenham o direito de poder descer do carro em um ponto mais próximo ao hospital.

A avaliação da vice-presidente do Conseg, Cristiane Casseb, é a de que as vagas de Zona Azul ainda vão favorecer os visitantes dos pacientes e os clientes do comércio local. “Com as demarcações e as placas de sinalização, os usuários do HMT ou das lojas também poderão evitar os flanelinhas”, ponderou.

O OUTRO LADO

Há dois anos, a CET informou que o pedido havia sido encaminhado para estudo e que a área técnica da empresa iria avaliar o impacto que as mudanças poderiam gerar no local. Na última sexta-feira, dia 18, a Companhia informou que foi elaborado o projeto de Zona Azul para a Rua Síria e que o mesmo aguarda agendamento da sua execução.

Deixe um comentário

*