Velozes e Furiosos 7

Velozes e Furiosos 7

Enquanto caminha ao redor de um Lykan Hypersport, Paul Walker apresenta o supercarro a Vin Diesel: “Custa R$ 10,9 milhões, e faz de zero a cem em menos de 3 segundos. Existem sete no mundo, o dono deste carro o mantém num cofre”. A cena está em “Velozes e Furiosos 7” – o último filme de Paul Walker, morto em um acidente de carro em novembro de 2013 –, que estreou no dia 2 de abril. Ela mostra os personagens dos atores contemplando aquele que é considerado o carro mais raro e mais caro já usado em toda a franquia.

Na sequência, Dom Toretto, papel de Vin Diesel, devolve: “Nada é mais triste do que enjaular uma fera”.

APOSTAS
Velozes e Furiosos 7 promete bater recordes de bilheteria com fãs ansiosos para assistir à última aparição de Paul Walker no cinema. Porém, Vin Diesel, o ator principal prevê que o sucesso da sequência não vai se limitar apenas ao número de ingressos vendidos. Ele acredita que a produção vai ganhar o Oscar de melhor filme no ano que vem.

“A Universal vai ter o maior filme da história. Ele provavelmente vai ganhar o Oscar de melhor filme, a não ser que o prêmio não queira nunca ser relevante”, disse Diesel em entrevista para a revista “Variety”, respirando fundo antes de fazer sua previsão pela segunda vez. “Ele vai ganhar melhor filme. Nada nunca vai conseguir chegar perto do poder dessa produção”, disse.

DUBLÊS
Diesel disse estar muito satisfeito com o último filme da franquia, que homenageia Walker. A Universal teve que correr para reescrever o final da história e usou dublês e efeitos especiais para finalizar a participação de Walker.

O ÚLTIMO
O filme é o último capítulo da franquia mais bem-sucedida da história da Universal Pictures (com U$ 2,4 bilhões). Durante a primeira exibição no festival SxSW, nos Estados Unidos, conseguiu ótimas críticas. Porém, “Velozes e Furiosos 7” seria um ganhador incomum do Oscar, já que a Academia nunca indicou para a categoria filmes de franquia como “Jogos Vorazes”, “Harry Potter”, “Batman” ou os outros seis “Velozes e Furiosos”. Nos últimos anos, o mais frequente é que o prêmio de melhor filme vá para produções pequenas ou artísticas, como “Birdman”, “12 anos de escravidão”, “O artista” e “Guerra ao terror”.

Ao mesmo tempo, “Velozes e Furiosos 7” estreia na mesma época em que a Academia está sob análise após a desastrosa transmissão desse ano, que teve queda de 16% de audiência com a apresentação de Neil Patrick Harris. Os membros do conselho devem se reunir nos próximos dias para discutir se devem reduzir novamente para cinco indicados na categoria melhor filme, ao invés da estrutura atual (que permite até dez indicados).

Deixe um comentário

*