Vandalismo – Lixeiras não resistem

Vandalismo – Lixeiras não resistem

O Tatuapé voltou a sofrer com a falta de lixeiras em determinados endereços. Na maior parte dos casos, a inexistência dos equipamentos se dá por conta das ações de vandalismo. Em alguns locais os suportes são arrancados dos postes, enquanto em outros os invólucros são incendiados. A Prefeitura chegou a investir em novos modelos de recipientes, porém nem todos os lugares foram contemplados.

No bairro, por exemplo, existe uma mescla de reservatórios de lixo, tanto de plástico, como de metal. Há também os suportes de ferros apenas para receber os sacos. Apesar disso, a quantidade não é suficiente para atender à demanda gerada por milhões de pessoas que circulam pela região, principalmente por ter duas estações do Metrô. Um dos moradores da região, presente à reunião do Conselho Comunitário de Segurança, no Colégio Amorim, na Rua Cantagalo, 331, pediu a colocação de lixeiras na Rua Tuiuti, desde a Praça Silvio Romero até a estação Tatuapé.

Por ser um polo comercial importante, ele pediu à Subprefeitura Mooca que avalie a possibilidade. A mesma sugestão foi feita com relação às ruas Serra de Bragança, Francisco Marengo, Cantagalo, entre outras. Isso porque a falta dos depósitos tem aumentado a quantidade de copos, sacos e embalagens plásticas dentro das bocas de lobo, ocasionando enchentes.

Deixe um comentário

*