Templo de Salomão é inaugurado

Templo de Salomão é inaugurado

Após quatro anos de obras que custaram R$ 680 milhões, o Templo de Salomão, réplica do templo bíblico homônimo, construído no bairro do Brás, pela Igreja Universal do Reino de Deus, foi inaugurado na quinta-feira, dia 31 de julho, com acesso somente para convidados e autoridades.

O espaço de 100 mil metros quadrados, que ultrapassa em área construída o Santuário de Aparecida, e com capacidade para 10 mil lugares, por enquanto, só poderá ser visitado em caravanas. A previsão do “calendário oficial de inauguração” é de que pelo menos 60 delegações internacionais visitem o prédio.

Este foi um acordo com as autoridades, para que se avaliasse o impacto no trânsito da região. Depois, qualquer pessoa, com seus próprios meios, poderá ir ao templo. Durante este período inaugural, quem quiser assistir aos cultos terá de pagar a passagem para a empresa de fretamento contratada pela Universal, no valor de R$ 45 por pessoa, para quem mora na capital.

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar a construção irregular do megatemplo

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar a construção irregular do megatemplo

Apesar de ter obtido a certidão de diretrizes da CET necessária para a inauguração, o templo ainda não possui o alvará definitivo para abrir as portas

Apesar de ter obtido a certidão de diretrizes da CET necessária para a inauguração, o templo ainda não possui o alvará definitivo para abrir as portas

Templo foi inaugurado no dia 31 de julho, com acesso somente para convidados e autoridades

Templo foi inaugurado no dia 31 de julho, com acesso somente para convidados e autoridades

ALTO CLERO DA POLÍTICA
Sob o comando de Edir Macedo, a nata da política nacional deu as bênçãos ao maior espaço religioso inaugurado no Brasil.

Dos pesos pesados da política, esteve presente a presidente Dilma Rousseff, Geraldo Alckimin e Fernando Haddad. No entanto, os convites também foram distribuídos aos outros 26 governadores, ministros de Estado, ministros do Supremo Tribunal Federal e para o presidente do Congresso, Renan Calheiros.

REGRAS
“Se você fosse se encontrar com o próprio Deus, na casa dele, como você se vestiria?”. Essa é a questão abordada em um vídeo intitulado como “Regras do Templo de Salomão”, divulgado pelo apresentador Renato Cardoso no “Youtube”.

Mulheres devem evitar o uso de minissaias e roupas curtas e para os homens está vetado o uso de bermudas e uniformes de clubes esportivos

Mulheres devem evitar o uso de minissaias e roupas curtas e para os homens está vetado o uso de bermudas e uniformes de clubes esportivos

Apesar de não definir especificamente quais seriam as roupas mais adequadas para o encontro, a Igreja Universal deixou bem claro o que os fiéis estão proibidos de fazer ao visitarem o suntuoso templo. Mulheres devem evitar o uso de minissaias e roupas curtas e para os homens está vetado o uso de bermudas e uniformes de clubes esportivos. Chinelos, camiseta regata, boné e óculos escuros também foram proibidos.

ALVARÁ DE REFORMA
Embora a igreja tenha criado as suas próprias regras, ela deixou de respeitar outras que estavam descritas na legislação. O templo foi construído com autorização de um alvará de reforma expedido em outubro de 2008, o que livrou a Igreja Universal do Reino de Deus de pagar 5% do valor da obra, de R$ 680 milhões, em contrapartidas e melhorias para o viário do entorno – ou seja, cerca de R$ 35 milhões.

Para uma obra com mais de 5 mil metros quadrados e 499 vagas de estacionamento, o alvará solicitado deveria ser o de nova obra, conforme determina a lei dos polos geradores de tráfego, de 2010.

Mas a Igreja Universal conseguiu autorização para fazer uma “reforma” com área adicional de 64.519 metros quadrados, em um terreno que tinha área construída de 2.687,32 m².

A autorização foi emitida pelo setor Aprov 5, da Secretaria Municipal de Habitação, à época comandado pelo ex-diretor Hussein Aref Saab, demitido em 2012 sob suspeita de enriquecimento ilícito.

O setor de Aref também renovou o alvará de reforma da igreja no dia 11 de dezembro de 2010, quando a nova lei dos polos geradores de tráfego já estava em vigor.

Mas, segundo a Prefeitura informou na semana passada, as melhorias exigidas do templo se limitam ao rebaixamento de cinco guias de cruzamentos, instalação de um conjunto de sete semáforos e o plantio de 25 mudas de árvores.

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar a construção irregular do megatemplo. A Promotoria de Habitação também quer saber se houve mesmo uma reforma ou se trata de obra nova.

SEM LICENÇA
Abordada pelo MP sobre a situação das licenças para o funcionamento do templo, a Secretaria de Licenciamento informou que um projeto modificativo de alvará de reforma foi apresentado pela igreja em 2011 e acabou indeferido no dia 3 de setembro.

O atual pedido de reconsideração do indeferimento está em análise na mesma pasta, segundo informou ao MP, no dia 7 de julho, a coordenadora de Edificação de Serviços e Uso Institucional da Prefeitura, Rosane Cristina Gomes.

Portanto, apesar de ter obtido a certidão de diretrizes da CET necessária para a inauguração, o templo ainda não possui o alvará definitivo para abrir as portas.

PICHAÇÃO
Na quarta-feira, dia 30 de julho, às vésperas da inauguração, o Templo de Salomão foi vandalizado. Operários responsáveis por realizar os acabamentos finais da obra se depararam com a frase “Atos 17:24” na fachada.

Minutos após a chegada dos funcionários, a pichação já havia sido removida. Um atendente de uma das lojas da região fotografou o ocorrido e publicou a imagem no Instagram, que foi excluída a pedido dos funcionários da segurança do templo. Nenhum funcionário Igreja Universal quis comentar sobre o assunto.

A delegada responsável pelo caso afirmou que, com base no que foi escrito, a pichação pode ser uma crítica aos gastos gerados para construção, além das condições impostas aos fiéis para ingressar no templo. A passagem bíblica Atos 17:24 diz: “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens”.

CURIOSIDADES
O Bispo Edir Macedo mandou vir de Hebron, em Israel, 40 mil metros quadrados de pedras usadas na construção e decoração do espaço e também importou 12 oliveiras do Uruguai para reproduzir o Monte das Oliveiras.

Na área construída há ainda espaço para 60 apartamentos de pastores que estão a trabalho no templo – incluindo um para o Bispo Edir Macedo.

No entanto, o que mais chama a atenção, é a tecnologia para a arrecadação de dinheiro, pois no altar há uma esteira rolante destinada a carregar o dízimo pago pelos fiéis diretamente para uma “sala-cofre”.

Deixe um comentário

*