TATUAPÉ: Parque Lions Clube não é oficializado por secretaria

TATUAPÉ: Parque Lions Clube não é oficializado por secretaria

Há cerca de um ano, o ex-secretário do Verde e do Meio Ambiente, Ricardo Teixeira, esteve na Praça Lions Clube Penha e no CDC Albino Franco, no Tatuapé, para uma vistoria a pedido do vereador Toninho Paiva. Objetivo: atender à solicitação de moradores do entorno e da região para que os espaços fossem unificados e transformados em um parque.

Na época, Teixeira mostrou-se satisfeito com o que tinha visto e explicou que seria preciso transferir a administração da praça e do CDC para a Secretaria. Enquanto isso, seria aberto um canal de comunicação entre o órgão e os vizinhos à área verde.

SEM-TETO
Passados 12 meses, a única conquista obtida pelos moradores, até agora, foi a colocação de grades em volta do terreno. Mesmo assim, o local é invadido constantemente por sem-teto que vivem em barracas dentro da área. Diante do impasse, esta Gazeta entrou em contato com a secretaria e foi informada de que não existe nenhum tipo de documento oficial de transferência da praça ou do CDC para a pasta. Com isso, não há a possibilidade das obras terem início.

CONSENSO
A notícia arrefece o entusiasmo das pessoas que reivindicaram a construção do parque. Até porque elas participaram de pelo menos três reuniões com Teixeira, Toninho Paiva, arquitetas e o diretor de planejamento da secretaria, além do ex-subprefeito da Mooca, Francisco Carlos Ricardo. Durante os encontros, todos chegaram ao consenso sobre os equipamentos que seriam instalados no terreno, incluindo pistas de caminhada e skate, sem contar uma ciclovia.

PACIÊNCIA
Agora, resta saber se os projetos referentes à área foram engavetados ou se a secretaria ainda irá incorporar os espaços propostos pelo ex-secretário do Verde. Pelo que revelou a assessoria do órgão, o atual secretário, Wanderley Meira do Nascimento, não tem ciência sobre o interesse da população. Com isso, quem espera pelo parque terá de ter muita paciência.

SKATEPARK
Por falar em esperar, o empresário do ramo do skate e morador do Tatuapé, Sérgio Bellinetti, tentou por três anos conseguir a aprovação da Prefeitura para adotar a praça. Ele pretendia criar um skatepark na área com a verba de amigos e de empresas. Mesmo assim, sua ideia não foi aprovada. Atualmente, cerca de R$ 600 mil em verba de emenda parlamentar da Câmara Municipal estão destinados ao terreno, aguardando por uma definição da secretaria.

Deixe um comentário

*