Tatuapé e Carrão: Bairros agora estão interligados

Tatuapé e Carrão: Bairros agora estão interligados

Na semana passada, o leitor deste semanário, Alexandre Roberto Marques, encaminhou o seguinte pedido à redação: “Gostaria que a Gazeta do Tatuapé fizesse uma reportagem para dizer quanto tempo vai levar mais para a inauguração do viaduto da Rua Pero Nunes, que está pronto, contudo ainda não foi aberto para o trânsito. Esse viaduto começou a ser feito na metade do ano passado, está pronto, só que continua interditado. Parece que está faltando o prefeito inaugurar.”

O acesso foi liberado na última quarta-feira, dia 25, quando o prefeito Fernando Haddad, acompanhado do secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, esteve na região para inaugurar a via exclusiva para bicicletas que passa pelas ruas Engenheiro Pegado, Rogério Giorgi e João Vieira Prioste, entre as ruas Atucuri e Taubaté, além do referido endereço.

SOBRE A OBRA
A obra refere-se a uma antiga reivindicação de moradores e motoristas que transitam diariamente entre os dois bairros porque une as ruas Pero Nunes e João Vieira Priosti.

Ligação foi liberada para o trânsito na quarta-feira, dia 25 de fevereiro

Ligação foi liberada para o trânsito na quarta-feira, dia 25 de fevereiro

Antes, para chegar ao Tatuapé ou à Vila Carrão, os motoristas tinham duas opções: seguir pela Avenida Conselheiro Carrão ou pela Rua Antonio Preto. Entretanto, ambos os endereços estavam nos limites de suas capacidades nos horários de pico e já eram constantes as queixas de congestionamentos.

INÍCIO
A miniponte começou a ser construída no dia 28 de outubro de 2014 e servirá de modelo a outros endereços que vão englobar a reconstrução de pontes de pedestres que passam exclusivamente por córregos, em 89 pontos de 21 subprefeituras da cidade. O valor total dos investimentos para o projeto é de R$ 4,5 milhões.

A obra sobre o Córrego Rapadura custou R$ 280 mil. No local, a reportagem notou que a estrutura de proteção da passagem para os pedestres continua a não oferecer segurança devido ao vão existente às margens do córrego. Um muro de proteção foi construído apenas do lado que está voltado para a via.

Deixe um comentário

*