TATUAPÉ: Cadê as árvores da R. Tuiuti?

TATUAPÉ: Cadê as árvores da R. Tuiuti?

A moradora do Tatuapé, Cilene Rebelo Nogueira Guercio, há aproximadamente dois anos vem tentando conseguir o replantio de árvores na Rua Tuiuti entre a Avenida Celso Garcia e a Rua Melo Peixoto. Segundo ela, vários quadrados de terra foram criados após a reforma do passeio, no entanto, numa parte deles as árvores foram arrancadas, sofreram vandalismo ou morreram. Desde então, Cilene pede à Prefeitura que solucione o caso.

OUVIDORIA
E para mostrar o quão confuso é o sistema, a moradora encaminhou a esta Gazeta a resposta recebida por ela da assessoria técnica da Ouvidoria Geral do Município. Diz o documento: “Em 17/07/2014, recebemos resposta da Subprefeitura Butantã, por meio do Ofício nº 131/SP-MO/GAB-OG/14, nos seguintes termos: ‘[…]a Supervisão Técnica de Limpeza Pública está executando apenas plantios compensatórios de remoções, tendo em vista não contarmos, atualmente, com equipes de plantio’.” Ou seja, uma solicitação do Tatuapé foi parar no Butantã e ainda aguarda profissionais que possam replantar algumas árvores.

INEFICIÊNCIA
Diante da ineficiência da Ouvidoria para responder à situação, Cilene registrou um novo pedido de plantio, no início de 2015, para que a Subprefeitura Mooca atendesse aos moradores. Na mesma solicitação, ela sugeriu que, caso não houvesse condições para a subprefeitura, lhe autorizasse a plantar bastando informar qual espécie era a mais adequada para o local.

Espaço preparado para receber plantio de árvore foi transformado em lixeira

Espaço preparado para receber plantio de árvore foi transformado em lixeira

A questão da falta de reposição de árvores em pontos do Tatuapé é antiga. No ano passado, matéria deste semanário já havia mostrado a existência de problemas no replantio, na poda drástica e no corte que deixa o toco na calçada, provocando diversos acidentes.

OUTRAS RUAS
Em se tratando de reposição, um dos exemplos utilizados foi a Rua Antonio de Barros. Na altura do nº 1.278 foram retiradas duas árvores, porém não houve o replantio. Como o trabalho não teve continuidade, o proprietário do imóvel cobriu os locais com concreto. Na Rua Santa Gertrudes, altura do nº 444, também deixou-se de colocar outra muda no espaço vazio. Na Rua Professor Pedreira de Freitas, 820, mais uma vez as pessoas ficaram esperando por uma nova espécie no endereço, porém, ela não chegou.

O OUTRO LADO
Na semana passada, a redação voltou a questionar as duas subprefeituras sobre os casos. Segundo a assessoria da subprefeitura Aricanduva, a partir de informações da Supervisão de Limpeza do órgão, ainda não foi feito o plantio no local, pois a Sub ainda não dispõe de mudas. Conforme a instituição, assim que tiver as espécies, será efetuado o plantio. Até o fechamento desta edição a Subprefeitura Mooca ainda não havia encaminhado respostas sobre as ruas citadas na matéria.

Deixe um comentário

*