Serra de Botucatu: Rua tem asfalto e paralelepípedo

Serra de Botucatu: Rua tem asfalto e paralelepípedo

Na Rua Serra de Botucatu, entre a Rua Ajuru e a Rua João Manuel, no Tatuapé, é difícil saber em qual tipo de piso a Secretaria das Prefeituras Regionais irá investir para garantir maior fluidez ao trânsito. Isso porque, em um trecho de aproximadamente 500 metros, a via possui tanto asfalto quanto paralelepípedo.

Por conta de existirem os dois tipos de pavimento, em alguns pontos há desníveis devido as pedras terem sido cobertas pelo asfalto. E quando alguns paralelepípedos se soltam, por causa de obras na pista, a massa asfáltica não cosegue cobrir o buraco e a rua fica abaulada.

As irregularidades no piso também podem ser vistas junto às tampas de galerias ou de bueiros. O mesmo acontece próximo ao meio-fio, pois, quando a Prefeitura cobre as pedras com asfalto, caminhões deixam o trecho cheio de ondulações, por causa do peso das cargas, o que também prejudica a dirigibilidade.

No caso de quem caminha, o problema maior ocorre quando as pedras ficam molhadas, seja por garoa ou chuva. Como o paralelepípedo é muito escorregadio, os pedestres correm o risco de cair. A mesma preocupação se tem quando alguém perde o equilíbrio, já que a probabilidade de um atropelamento também é grande.

“Sinalização é precária”

Aliás, moradores e comerciantes esperam há anos para que a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) refaça as faixas de pedestre no trecho citado. Até porque as pessoas passam por pelos menos dois cruzamentos perigosos ao percorrerem os seis quarteirões. Mesmo antes da CET chegar ao endereço, vizinhos pedem que a sinalização seja reforçada. Na Rua Carlos Silva, por exemplo, não há placa de Pare no poste que fica na esquina da Serra de Botucatu. Além das batidas que acontecem com frequência, muitos motoristas têm de frear bruscamente para evitar algo pior.

Rodrigo Peruci afirmou que existe a possibilidade do local ter sido esquecido pelo fato de constar na Prefeitura que a rua esteja inteiramente asfaltada. Isso resulta na retirada da rua da programação de recapeamento ou de revitalização. Já Aylton Vidal foi mais direto e declarou que todas as ruas do Tatuapé estão esburacadas. “É difícil andar pelo bairro sem esbarrar nesses obstáculos”, completou.

Deixe um comentário

*