São Paulo, 9 a 15 de setembro de 1979 Ano V – nº 228

AMPLIAÇÃO DA REDE DE TRÓLEBUS
A Prefeitura será a fiadora de um empréstimo no valor de Cr$ 800 milhões a ser concedido à Companhia Municipal de Transportes Coletivos (CMTC), para ampliação do sistema de trólebus na capital. Projeto de lei nesse sentido foi enviado à apreciação da Câmara Municipal, pelo prefeito Reynaldo de Barros. Esse financiamento, obtido através da Agência Especial de Financiamentos Industrial (Finame), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), terá limite de até Cr$ 2 milhões de ORTN, acrescidos de juros, correção e outros encargos financeiros.

DOMICÍLIO BANCÁRIO PARA IMPOSTO PREDIAL
Até o dia 25 deste mês, os contribuintes dos Impostos Predial e Territorial Urbano que mantiverem conta corrente em agência bancária de São Paulo poderão escolher uma forma mais fácil para pagamento de seus tributos em 1980. Nessa data termina o prazo para opção ao Sistema de Domicílio Bancário desenvolvido pela Secretaria Municipal de Finanças, com a finalidade de diminuir a preocupação das pessoas com atrasos, filas, multas e juros de mora. Para fazer a opção basta que o contribuinte procure a agência onde mantenha conta corrente e autorize o serviço.

ADMINISTRAÇÕES REGIONAIS ECONOMIZAM
Segundo norma recomendada pelo governo federal, a Secretaria das Administrações Regionais expediu determinação visando a racionalização do consumo de combustível na frota de veículos das suas 17 unidades instaladas nos bairros da capital. A recomendação para que haja economia de óleo diesel e de gasolina, que abrange os automóveis do gabinete daquela Secretaria, não representará prejuízos para os serviços essenciais de conservação da cidade. O secretário Francisco Nieto Martin fixou o consumo máximo de combustível para cada veículo ou máquina que presta serviço nas ARs.

PREFEITURA RECEBE MORADORES DE FAVELAS
O prefeito Reynaldo de Barros anunciou a uma comissão de moradores de favelas que na próxima semana será divulgado o plano municipal de melhoria para as favelas de São Paulo. O planejamento prevê a instalação de rede de água e luz, em poucos meses, e a construção de moradias populares, bem como a urbanização dos locais onde atualmente estão os barracos. Esse plano faz parte de um amplo programa que visa dar melhores condições de vida à população de baixa renda. O Banco Nacional da Habitação também participará do esquema, uma vez que financiará os empreendimentos a longo prazo.

CAMINHÕES NAS RUAS DA AR-MG
Mesmo com a inauguração recente do primeiro estacionamento para veículos de carga, com capacidade para cerca de 300 caminhões, no bairro da Coroa, a presença de 452 empresas de transportes de carga, atravancando as estreitas ruas, danificando o precário calçamento, perturbando o sossego e causando muitos acidentes, continua sendo o mais grave problema da região e o maior desafio do administrador Heitor Pinto e Silva Filho, segundo ele mesmo confessa. O maior acervo de problemas da AR-MG está no Parque Novo Mundo onde o loteamento foi feito em cima dos brejos do Rio Tietê.

DOAÇÃO DE MATERIAIS INSERVÍVEIS
O prefeito Reynaldo de Barros autorizou a criação, na Secretaria Municipal da Administração, de um grupo de trabalho que estudará formas de dinamizar a doação de materiais inservíveis da Prefeitura às entidades assistenciais e a pequenos municípios. A agilização desse serviço é mais uma providência ligada à desburocratização da máquina administrativa. O grupo de trabalho criado pelo prefeito terá um mês para estudar o assunto. Para o Departamento de Materiais Inservíveis da Prefeitura são encaminhados máquinas de escrever e de somar, mesas e veículos.

Deixe um comentário

*