PRODUTOS VENCIDOS – Postos são autuados

Durante todo o ano, a fundação Procon fiscaliza, diariamente, os postos de combustíveis da capital, litoral e interior do Estado de São Paulo. Dos 371 visitados, 31% foram autuados por conta de produtos vencidos.

O grande volume dos produtos automotivos vencidos, em especial fluido de freio, aditivos e óleos lubrificantes, são manuseados pelos frentistas.

Por conta disso, os consumidores não observam o vencimento e pagam por um produto sem eficiência.

De acordo com o engenheiro mecânico e professor do departamento de engenharia mecânica do Instituto Mauá, Celso Argachoy, é importante respeitar o prazo de validade, em especial, óleos lubrificantes, fluidos de freio e aditivos que, após o vencimento, passam a absorver a umidade e perdem suas características.

“Com a formação das bolhas, a resposta do freio fica comprometida e o acionamento do pedal não terá a mesma resposta. O motorista terá que aplicar mais força, prejudicando tanto o tempo de resposta quanto no espaço percorrido pelo veículo até a frenagem total”, alerta.

O risco é ainda maior em descida de serras que necessitam dos freios em condições mais severas. O sistema superaquece, assim como o fluido, há a possibilidade de vazamentos, formação de mais bolhas e a perda da eficiência. A sobrecarga nas lonas de freio vai causar a sua vitrificação, levando o veículo à perda total do freio.

Produtos automotivos vencidos que estão estocados em locais úmidos: no nível do mar ou próximos a rios, têm mais chances de absorver a umidade do ambiente e causar mais riscos e prejuízos ao sistema de freios.

Deixe um comentário

*