Praça tem barulho e desrespeito

Praça tem barulho e desrespeito

O alívio para quem mora nas proximidades da Praça General Costa Barreto, no Tatuapé, durou pouco. Após aproximadamente dois meses de trégua e relativa paz, os problemas com relação a barulho excessivo e desrespeito com pedestres voltaram com força total. Pelo menos foi o que contaram os vizinhos durante reunião do Conseg Tatuapé, na última segunda-feira, dia 17.

Segundo eles, depois da primeira denúncia, em julho, a Polícia Militar iniciou a atividade de rondas no endereço e, consequentemente, a bagunça diminuiu sensivelmente. Os carros que deixavam o som alto pararam de estacionar na praça e o volume de pessoas que ficava bebendo, usando drogas e narguilé dispersou.

Vizinhos afirmaram que voltaram a ter dificuldade de dormir, principalmente no fim de semana. Eles disseram que, agora, os frequentadores do local carregam caixas de som portáteis, cujas músicas são acionadas pelo celular. Ou seja, os responsáveis pelas irregularidades não precisam mais se expor de maneira visível, pois os aparelhos podem ser escondidos ou desligados rapidamente quando a PM chega.

Operação será elemento surpresa”

O espaço não pode ser utilizado como área de lazer, já que fica tomado por garotos e garotas durante o dia, à noite e na madrugada. Quem reside na região solicitou à Prefeitura Regional Mooca que verique a documentação dos bares e comércios próximos. O proprietário de uma adega existente na praça afirmou que adaptou o seu horário de funcionamento para não gerar problemas. Sua atitude se deu depois dele perceber que os jovens compravam bebidas na sua loja, mas não iam embora.

O capitão Felipe de Lima Simões, comandante da 1ª Cia. do 8º Batalhão da PM, afirmou que não consegue deixar uma viatura na praça o tempo todo. Porém, com a volta das reclamações, o policiamento ostensivo voltará a ser direcionado para o lugar. Sobre uma operação maior, envolvendo a Força Tática, Rocam e a própria Polícia Civil, Simões não anunciou se ela ocorrerá ou não por conta do elemento surpresa. A delegada titular do 30º DP, Ana Lúcia de Souza, colocou-se à disposição para acompanhar as atividades, caso seja necessário.

Deixe um comentário

*