Parque São Jorge – Capitão cobra ação conjunta

Parque São Jorge – Capitão cobra ação conjunta

O capitão Edson Serra, comandante da 2ª Cia. do 51º Batalhão da PM, solicitou mais uma vez, durante a reunião do Conseg Parque São Jorge, o apoio da Prefeitura Regional Mooca na segurança da região. Segundo ele, a Rua Cesário Galeno voltou a gerar problemas com pessoas ocupando as calçadas e a rua com mesas e cadeiras, clientes de bares utilizando narguile no passeio e alguns estabelecimentos desrespeitando a lei de perturbação do sossego, ao utilizarem aparelhos sonoros.

Serra pediu que a regional fiscalize os estabelecimentos que atuam de maneira irregular na região.

Suspeitam aproveitam desordem”

Segundo ele, alguns bares acabam atraindo suspeitos de envolvimento com drogas, vendedores ambulantes de bebidas alcoólicas e jovens que usam os aparelhos de som dos carros para promover “bailes funk”. Para o comandante, outro ponto que a PM precisa de apoio é na limpeza de baixos de viadutos como o da alça de acesso ao Viaduto Aricanduva, em frente à Rua Hely Lopes Meirelles, no Tatuapé. “Se o lixo não é retirado, e não há projeto para cercar a área, usuários de drogas começam a ocupar o local e, consequentemente, passam a criar problemas”, avisou o capitão. Ele lembrou, ainda, da questão da iluminação precária, responsável também por gerar polos de insegurança.

Nesse contexto de pedestres e moradores com medo de ruas escuras, Serra foi enfático ao apontar o entorno do Terminal Tatuapé e as vias pertencentes à Vila Luiza, como as ruas Santo Antonio do Pinhal, Doutor Ismael Dias, Ingu, Anama, entre outras. “Precisamos de uma ação conjunta forte para atender a todas as demandas apresentadas pelos moradores”, completou.

Deixe um comentário

*