O Corinthians mora aqui

O Corinthians mora aqui

Sendo ou não corinthiano, é um orgulho para o tatuapeense ter a praça de esportes e lazer deste lendário time fixada no Tatuapé. Sua localização, às margens do Rio Tietê, e a natureza que o compõe, emolduram a beleza do clube. Mas, o que realmente importa é que o Corinthians, que nasceu no bairro do Bom Retiro, precisamente na Rua José Paulino, hoje mora no Parque São Jorge e tem razão de sobra para compor a história do Tatuapé.

COMO TUDO COMEÇOU
No começo de setembro de 1910, entusiasmados com a visita do famoso “Corinthians Team”, um clube inglês, conhecido pela superioridade em campo, integrado por estudantes universitários de Cambridge e Oxford, os operários Joaquim Ambrósio, Rafael Perrone, Anselmo Correia, Carlos Silva e Antônio Pereira resolveram fundar um clube de futebol.

O desejo dos rapazes do Bom Retiro era apenas jogar o bom futebol dos “gringos” que optaram inclusive por aproveitar o nome do clube inglês. E, o que não faltou para esse grupo foram dificuldades que desde o seu primeiro dia só serviram de estímulo.

O grupo foi crescendo. Discutira-se muito sobre o nome do clube, que alguns nacionalistas desejavam que fosse “Brasil”. Mas prevaleceu a opinião dos cinco rapazes idealizadores e ficou Corinthians, apesar do nome inglês.

DIFICULDADES
O uniforme alvinegro escolhido. O time formado. E, a primeira grande descoberta e intensa dificuldade: não havia dinheiro para a compra da bola e muito menos para o uniforme. Iniciou-se então uma pequena batalha para a compra da bola, já que o uniforme era mais caro e a bola indispensável.

A coleta dos seis mil réis durou um tempão. Mas a festa da bola chegou. Novinha em folha, ela foi logo utilizada no primeiro treino, na Rua dos Imigrantes, entre duas equipes formadas às pressas.

‘GALO BRIGADOR’
Foi um espetáculo bonito e um resultado honroso o primeiro jogo, em campo gramado, do Corinthians Paulista que mesmo perdendo de 1 a 0 para o temido União Lapa, o que não faltaram foram garra, determinação e coragem. Os rapazes, então, resolveram enfrentar os bons da época, o Atlético Lapa, integrado só por ingleses, mas o Corinthians mandou bem: 5 a 0, aí, por esse feito o time ganhou espaço na várzea paulistana: era o “Galo Brigador” do Bom Retiro. E daí foi crescendo, sócios e sócios foram se agregando ao caixa do clube.

DIVISÃO PRINCIPAL
Após colecionar inúmeras vitórias, entre os maiorais da várzea, chegou a hora de integrar a Divisão Principal da Liga Paulista de Futebol. Para alcançar o sonhado e tão desejado título, o “Galo do Bom Retiro” teve que brigar com gente grande: Mackenzie, Germânia, Paulista e outros, e depois com os clubes aspirantes à Divisão Principal para conquistar o direito. E este foi conquistado, no ano de 1913, o “Galo Brigador” passou a integrar a Divisão Principal “por direito de conquista”.

MUDANÇA PARA O TATUAPÉ
O Corinthians colecionou várias glórias. Em 1914, como estreante da Divisão Principal, foi campeão invicto do então chamado paulistão. Novamente campeão invicto em 1916, vice-campeão de 1918 a 1921 e campeão do Centenário em 1922, daí partindo para o primeiro tricampeonato de sua história: 1922, 23 e 24.

Apesar de todos esses títulos o Corinthians ainda era um time pobre: apenas 11 camisas, 11 calções e alguns pares de meia. Foi só em 1926, quando por iniciativa do presidente Ernesto Cassano, e pela elevada quantia de 750 mil contos de réis, o clube passou a ter casa própria com a compra do terreno no Parque São Jorge, no então proletário do Tatuapé. No local havia só um campo de futebol, uma pista de atletismo, duas quadras de tênis, além de uma extensa área, quase toda rodeada por lagos.

CIDADE CORINTHIANS
O quadro associativo foi crescendo, o número de simpatizantes triplicando, com certeza, empurrado pelo grande potencial que o Tatuapé já reservava. O tempo foi passando, e o Corinthians que nasceu pequenino, mas sempre soube se respeitar, se tornou o Corinthians de hoje, considerado como possuidor de uma das mais belas praças poliesportivas do País, não sendo exagero chamá-la de Cidade Corinthians. O clube desenvolveu-se com o bairro. Superou as dificuldades dos primeiros tempos, coisa normal em tratando-se de pioneiros. E, hoje, junto aos tatuapeenses, desfruta do extraordinário desenvolvimento do bairro e da região.

A ARENA CORINTHIANS MORA NA ZONA LESTE
Nas comemorações do centenário corinthiano estava o acordo para a construção do estádio do clube. Um sonho antigo que começou a tomar formas em 30 de maio de 2011, em Itaquera, com o início das obras. De lá para cá, o cenário do Tatuapé e da Zona Leste mudou, e muito.
Empregos já foram gerados e inúmeros ainda serão. O sistema viário do entorno e de toda Zona Leste está sendo revisto e deve ser reformulado. A evolução comercial toma outro caminho principalmente para o Tatuapé considerado o bairro mais desenvolvido da Zona Leste.

Sem dúvida, abrigar o Sport Club Corinthians e a Arena Corinthians é motivo de muito orgulho para os apaixonados pelo Tatuapé e pela Zona Leste. Agora, sediar o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014, onde o Brasil dará o pontapé inicial no mundial, é motivo para o coração disparar de tamanha emoção. Vamos nos preparar!

Deixe um comentário

*