Metrô Anália Franco – Obras devem começar em 2015

Metrô Anália Franco – Obras devem começar em 2015

Foi anunciada a publicação, no início de 2014, do edital da obra civil para a extensão da Linha 2-Verde, entre a Vila Prudente e a Dutra, no município de Guarulhos. A licitação está divida em oito lotes e contempla a contratação do projeto-executivo, a obra civil e a via permanente.

O novo projeto da Companhia do Metropolitano contempla 13 estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra. Serão 14,4 km de linha e mais 1,1 km de extensão operacional.

De acordo com as últimas informações do presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, a expectativa é de realizar a assinatura de alguns dos oito contratos dos oito lotes distintos, ainda no mês de setembro.

“A ideia é que no final deste mês nós tenhamos alguns contratos assinados. A etapa seguinte seria a emissão de ordem de serviço, mas neste empreendimento o projeto-executivo é feito pela empreiteira. Ainda este ano nós daremos as ordens de serviço para que sejam iniciados os processos executivos.”

Pacheco explicou também que a obra física só deverá ter início em 2015. “Isso porque as empresas precisam elaborar os projetos para que elas possam vir a campo já no começo do ano que vem”, destacou a esta Gazeta o presidente do Metrô.

DESAPROPRIAÇÕES
Quanto ao processo referente às desapropriações que deverão ocorrer para a passagem da nova linha, Pacheco explicou que diversos imóveis já estão desapropriados e de posse do Metrô.

“Nos próximos seis, sete anos, o Metrô irá dobrar a sua rede. É toda uma mudança na cidade de São Paulo. Fazer uma obra de metrô leva de oito a dez anos. Sei que é difícil, traz um tumulto para as localidades em razão das obras, mas o benefício é muito grande depois”, finalizou.

RAMAL ANÁLIA FRANCO
A estação Anália Franco que será construída para a Linha 2-Verde também servirá de ramal para a futura Linha 6-Laranja, que voltou a ser anunciada pela Companhia do Metropolitano no ano passado e seguirá em direção à Cidade Líder.

E, como já adiantado em outras edições por este semanário, o prolongamento da Linha 2-Verde também fará interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, na estação Penha, e com outras três linhas da CPTM: 11-Coral, na estação Penha; 12-Safira; e na futura estação 13-Jade, na estação Tiquatira.

METRÔ CONVENCIONAL
O novo trecho Vila Prudente-Dutra irá funcionar via sistema de metrô convencional, quando serão adquiridos 35 novos trens. A operação será realizada pela Companhia do Metrô e não por consórcios privados. O investimento estimado é de R$ 10,1 bilhões.

O projeto funcional e o projeto básico para a obra civil já foram concluídos e também já foram publicados os quatro primeiros “Decretos de Utilidade Pública”, que correspondem aos trechos Vila Prudente-Aricanduva e Aricanduva-Paulo Freire. Esses decretos não contemplam o trecho do município de Guarulhos, que terá duas estações (Ponte Grande e Dutra).

COMUNICADO OFICIAL
Em outra reportagem, a assessoria de imprensa do Metrô chegou a revelar que já concluiu o processo de aviso aos proprietários que terão os seus imóveis desapropriados.

“Em 27 de julho de 2013 foi publicado um decreto de utilidade pública para a implantação de estações e canteiros de obras da expansão da linha. O Metrô iniciou em setembro a comunicação oficial aos proprietários dos imóveis, orientando-os sobre o processo de desapropriação. Também foi feito o pré-cadastro dos ocupantes dos imóveis e os primeiros atendimentos com cada morador ou proprietário, além de uma reunião com a comunidade. Todas as edificações foram visitadas e seus moradores orientados.”

MAIS INFORMAÇÕES
A consulta sobre os locais que serão desapropriados, e outras informações podem ser obtidas através do site ou pelos telefones 3371-7503 / 7521 / 7523 / 7526 / 7534. O mapa da extensão da linha também pode ser visto através do link.

Deixe um comentário

*