Logradouros do Tatuapé – Letra ‘T’

RUA TIJUCO PRETO
Ato nº 2.210 / 23 de janeiro de 1918. Lei nº 3.381
18 de setembro de 1929 (relativo ao prolongamento dessa via).
● Localização: começa na Rua Tuiu­ti e termina na Rua Francisco Ma­rengo.
● Histórico: a denominação dessa rua deriva da cidade de São Sebastião do Tijuco Preto, antiga denominação do atual município de Pirajú. Por força do decreto nº 200, de 6 de junho de 1891, deu-se a alteração.

RUA TUIUTI
Ato nº 767 – 25 de maio de 1915.
● Localização: começa na Avenida Condessa Elisabeth de Robiano e termina na Rua Demétrio Ribeiro.
● Denominação antiga: Rua Sem Nome.
● Histórico: a Guerra do Paraguai, que envolveu os países Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, foi a mais longa ocorrida na América do Sul, durou de novembro de 1864 a março de 1870. Para combater Francisco Solano Lopes e seus planos expansionistas, uniram-se brasileiros, argentinos e uruguaios, formando o que se chamou de Tríplice Aliança. Nessa guerra travaram-se grandes batalhas, sendo as mais famosas a Batalha do Riachuelo, a de Campo Grande, a de Laguna e a de Tuiuti. Como não podia deixar de ser, nomes de grandes militares brasileiros emergiram gloriosamente em meio a esses entreveres: General Manuel Luís Osório, Almirante Francisco Manuel Barroso, General Luís Alves de Lima e Silva ( o Duque de Caxias ), coronel Emílio Luís Mallet e outros.

Tuiuti relembra a célebre batalha entre os exércitos da Tríplice Aliança, na qual foram derrotadas as tropas paraguaias e que praticamente mudou a sorte da guerra. Chamou-se Tuiuti em face da lagoa do mesmo nome que limita uma das bandas do campo em que se desenrolou a luta. Ocorreu entre as onze horas da manhã e quatro e meia da tarde do dia 24 de maio de 1866. O exército de Solano, 24 mil homens, comandados pelos generais Resquin, Barrios, Diaz e Marcó empreenderam feroz ofensiva contra as forças aliadas. Estas, refeitas da surpresa, recharam-na e empreenderam violenta contra-ofensiva, colocando em retirada o poderoso exército paraguaio.

RUA TOLEDO PIZA
Decreto nº 2.570 – 28 de maio de 1954.
● Denominação antiga: Rua F.
● Histórico: Simão de Toledo Piza foi ouvidor geral da Comarca de São Paulo em 1714.

PRAÇA TITO LÍVIO FERREIRA
Decreto nº 33.814 / 19 de novembro de 1993.
● Localização: fica na confluência das avenidas Salim Farah Maluf e Condessa Elisabeth de Robiano (Marginal Tietê).
● Histórico: Tito Lívio Ferreira nasceu na cidade de Bica de Pedra, atualmente Itapui, Estado de São Paulo, em 4 de junho de 1894. Era filho de Manoel Rodrigues Ferreira e de Avelina Augusta Ferreira do Amaral. Diplomou-se professor normalista em 1915. Mais tarde viria a bacharelar-se em Direito. De 1932 em diante, morando em São Paulo, lecionou francês e história. Em 1942 passa a lecionar história em faculdades. Pertenceu a Academia Paulista de Letras e outras Instituições. Fundou e presidiu as Academias Paulista e Paulistana de História. Foi agraciado pelo governo português com a Ordem de Santiago de Espada, no grau de comendador. Colaborou nos principais órgãos de imprensa de São Paulo. Publicou vários livros de História. Tito Lívio foi casado com Herminda Heepener Ferreira,  e teve um filho. Faleceu  com 94 anos, em 18 de dezembro de 1988.

Deixe um comentário

*