Jacu-Pêssego – Obras do BRT saem esse ano?

Jacu-Pêssego – Obras do BRT saem esse ano?

Desde o período da Copa de 2014 os moradores de Itaquera e região esperam pela implantação do sistema de transporte BRT Perimetral Leste, na Avenida Jacu-Pêssego, que faria a ligação da região do ABC com o Aeroporto de Cumbica – Guarulhos. O modelo consiste na colocação de ônibus articulados em espaços confinados, além da criação de diversas estações de embarque e desembarque.

O corredor, que já devia ter sido entregue pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), deverá ter 26,7 quilômetros de extensão e receber uma demanda diária de 175 mil passageiros. No plano está prevista a implantação de uma linha semi-expressa, com apenas três paradas, que deve fazer com que o trajeto em todo o corredor seja cumprido em 1h20.

Até o início do ano passado estavam previstas integrações com as seguintes linhas: 284 (Terminal Metropolitano São Mateus/Terminal Santo André Oeste) – Metra/Corredor ABD; 284 M (Terminal Metropolitano São Mateus/São Bernardo do Campo – Shopping Metrópole) – Metra/Corredor ABD; 285 (Terminal Metropolitano São Mateus/São Bernardo do Campo – Terminal Ferrazópolis) – Metra/Corredor ABD; 11 – Coral (São Paulo/Luz – Mogi das Cruzes/Estudantes) – CPTM; 12 – Safira (São Paulo/Brás – Poá/Calmon Viana) – CPTM; 3 – Vermelha (Barra Funda – Itaquera) – Metrô; e 15-Prata (Vila Prudente – Oratório) atual Monotrilho.

Cerca de R$ 400 milhões em verbas”

Quando o projeto foi apresentado, em 2013, a expectativa era a de que acontecesse uma mudança gradual nos deslocamentos das pessoas ao reduzir as viagens com destino à área central da Região Metropolitano de São Paulo.

Atualmente, para quem deseja chegar ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, a EMTU gerencia os ônibus do sistema Airport Bus Service que partem do Metrô Tatuapé (linha 257), ao custo de R$ 6,15. Opção econômica e confortável, os ônibus contam com ar-condicionado, partem a cada 15 minutos e com tempo de percurso de 45 minutos, em média, dependendo do tráfego nas marginais.

As obras têm previsão de receber cerca de R$ 400 milhões em investimentos. Com o dinheiro, a Jacu-Pêssego passaria a outro patamar em termos de transporte público, além de receber diversas melhorias em infraestrutura, sinalização e iluminação.

O OUTRO LADO

A EMTU informou, na última quinta-feira, dia 7, que todos os projetos para o transporte intermunicipal nas Regiões Metropolitanas de São Paulo estão sendo reavaliados pela direção da empresa.

Deixe um comentário

*