ITAQUERA – Desrespeito aos moradores

ITAQUERA – Desrespeito aos moradores

Para moradores de Itaquera, o sarjetão reconstruído na Rua Fontoura Xavier, esquina com a Rua Colonial das Missões é uma vergonha para a Prefeitura. Isso porque, segundo eles, a empresa contratada para realizar a obra parece ter utilizado um material sem nenhuma qualificação.

Maurício dos Santos, por exemplo, afirmou que os funcionários não empregaram cimento na construção, só areia e pedra. “O piso se desfez de tal forma que é possível ver os ferros responsáveis pela estrutura da obra”, contou.

INDIGNAÇÃO
O morador estava indignado com a falta de respeito, pois o dinheiro investido na construção é do contribuinte. “Como todos pagam impostos, merecem, pelo menos, ruas sem buracos e limpas, obras duradouras e transparência durante o processo de escolha da empresa, tipo de material a ser usado e construção propriamente dita”, ressaltou Santos.

No sarjetão da R. São Félix do Piauí, esquina com a R. São Teodoro, o buraco é enorme

No sarjetão da R. São Félix do Piauí, esquina com a R. São Teodoro, o buraco é enorme

CAMINHÕES
Agora, por ser um ponto de passagem de caminhões e ônibus, além de carros e motos, o sarjetão virou uma cratera. Com isso, os motoristas têm de atravessar o cruzamento com muito cuidado para não causar avarias no veículo. “Sem contar os apressadinhos que ficam buzinando quando o outro motorista está demorando para ultrapassar o obstáculo”, denunciou.

ABSURDO
Na Rua São Félix do Piauí, esquina com a Rua São Teodoro, existe outro exemplo de descaso. Também com grande movimento de veículos, o sarjetão foi tomado por um enorme buraco causado pela péssima qualidade do asfalto, por problemas de galerias de águas pluviais e por falta de reparos adequados. Sonia Maria de Oliveira afirmou não saber o número de vezes que seu automóvel ficou literalmente preso na cratera. “Tento desviar de todas as maneiras, mas quando um outro carro maior vem na direção oposta não tenho outra opção senão passar lentamente pelo buraco para evitar o pior”, completou.

Deixe um comentário

*