INGRESSOS COPA – Paciência, sorte e velocidade

INGRESSOS COPA – Paciência, sorte e velocidade

Quem quiser comprar os ingressos para Copa do Mundo terá que correr. Pelo site da Fifa,  há apenas alguns poucos exemplares para jogos considerados menos “empolgantes” como: Costa do Marfim x Japão em Recife (disponibilidade média),  Uruguai x Costa Rica em Fortaleza (disponibilidade alta),  Suíça x Equador em Brasília (disponibilidade média), França x Honduras em Porto Alegre (disponibilidade baixa), Bélgica e Argélia em Belo Horizonte (disponibilidade média), Rússia x Coreia do Sul em Cuiabá (disponibilidade média), Camarões x Croácia em Manaus (disponibilidade média), Colômbia x Costa do Marfim em Brasília (disponibilidade baixa), Japão x Grécia em Natal (disponibilidade média), Itália x Costa Rica em Recife (disponibilidade baixíssima), Nigéria x Bósnia e Hezergovina em Cuiabá (disponibilidade alta), Coreia do Sul x Argelia em Porto Alegre (disponibilidade baixa), Grécia x Costa do Marfim em Fortaleza (disponibilidade alta), Honduras x Suíça em Manaus (disponibilidade alta), Bósnia e Herzergovina x Irã em Salvador (disponibilidade alta). Vale lembrar que não está mais disponível para venda nenhum ingresso para os jogos do Brasil e que os jogos da abertura e da final estão com os ingressos esgotados.

COMO FUNCIONA
A venda de ingressos do Mundial começou no ano passado e já cumpriu quatro etapas. Nas três primeiras fases os torcedores pediram seus ingressos no site da Fifa e aguardaram um sorteio para saber se conseguiriam adquirir suas entradas. Na quarta etapa, a venda dos bilhetes que restaram foi feita só por ordem de encomenda, ou seja, quem pediu primeiro levou.

A quinta e última etapa de venda de ingressos começou no mês passado, no dia 15 de abril, e vai se estender até 13 de julho, dia da final da Copa do Mundo. A venda dos bilhetes é feita pelo site www.fifa.com/ingressos. Na última etapa de comercialização das entradas, a venda dos ingressos acontece também por ordem de encomenda. Por isso, quanto antes o torcedor acessar a página da Fifa, mais chances de conseguir um bilhete.

VALORES
Os ingressos mais baratos são para os jogos da fase de grupos e são da categoria 4. O valor cheio desses bilhetes é de R$ 60 com meia-entrada para estudantes, pessoas com mais de 60 anos e beneficiários do Bolsa Família. Idosos também terão direito a meia-entrada nas categorias 1, 2 e 3. O ingresso mais caro é o da categoria 1 para a final do Mundial, marcada para o dia 13 de julho no Maracanã.

1% dos ingressos são destinados à pessoas com deficiência, como prevê a legislação brasileira. Essas entradas terão os valores da categoria 3 e os torcedores têm direito a um ingresso gratuito para acompanhante.

Já para estrangeiros, os ingressos custam a partir de US$ 90 para as partidas da fase de grupos na categoria 3 (com exceção do jogo de abertura, que custa US$ 220).

SOLICITAÇÕES
No ranking das solicitações de ingressos o Brasil ocupa a primeira posição com 906 mil pedidos, seguido de Estados Unidos com 125 mil, Colômbia com 60 mil, Alemanha com 55 mil, Argentina com 53 mil, Inglaterra com 51 mil, Austrália com 40 mil, França com 34 mil, Chile com 32 mil e México 30 mil.

PACIÊNCIA, SORTE E VELOCIDADE
Embora os ingressos para os “melhores” jogos da Copa já estejam, teoricamente, esgotados, com uma combinação de paciência, sorte e velocidade, ainda é possível encontrar entradas para as partidas de seleções bastante procuradas, como Alemanha, Holanda e Portugal. Portanto, quem ainda não conseguiu ingresso para ver sua equipe preferida ainda pode ter uma esperança. Basta monitorar diariamente o site, pois a disponibilidade de ingressos pode variar bastante durante o dia.

Deixe um comentário

*