Hora de planejar as férias

Sr. redator:
“O final de ano está batendo à porta e, com ele, surge a aquecida demanda por roteiros de viagens no período das férias. O consumidor, conforme pesquisa do Ministério do Turismo em parceria à FGV, está buscando, essencialmente, nos destinos nacionais o fôlego para encarar mais um ano.

De fato, o nosso País é privilegiado com belezas naturais e uma peculiar gastronomia.

Proponho uma sondagem dos locais mais baratos para se viajar nesse fim de ano. São roteiros para você economizar nos pacotes sem economizar em experiências. A começar pelo nosso ‘quintal de casa’, em paraísos brasileiros, como Foz do Iguaçu, Caldas Novas e Fortaleza.

Foz do Iguaçu possui nada menos que credenciais internacionalmente reconhecidas, como o título de uma das ‘Sete Maravilhas da Natureza’ conferido às Cataratas do Iguaçu. São 275 quedas d’água, em que se destaca a Garganta do Diabo, com 80 metros. Um dos passeios é realizado em barcos infláveis que realizam manobras debaixo dos saltos ‘Três Mosqueteiros’.

Caldas Novas também possui insígnias que a qualificam mundialmente. Junto a Rio Quente, formam a maior estância hidrotermal do mundo. São centenas de clubes e piscinas naturais com temperaturas que variam entre 30 e 57 graus. Se o calor apertar e você sentir falta de um pouco de água fria, basta tomar a direção do Lago de Corumbá, um espelho d’água com 65 quilômetros quadrados, perfeito para a prática de esportes náuticos e passeios de barco.

Em Fortaleza, as atrações abarcam desde tradicionais programações litorâneas até as mais radicais. As barracas da orla das praias são um prato cheio para os apreciadores de peixes. Na vila de pescadores, Cumbuco, uma série de atividades de aventura, como passeio de jangada, de bugue e esquibunda.

No cenário internacional, Montevidéu, Buenos Aires e Lima competem em preços e atrações às cidades brasileiras já mencionadas. Das insígnias mundialmente reconhecidas, Lima desbanca qualquer um no quesito gastronomia, reconhecida pela OEA (Organização dos Estados Americanos) pela riqueza gastronômica do Peru. Das atrações culturais, Montevidéu abarca uma grande variedade de museus, o Museo del Carnaval celebra a folia uruguaia, o Museo Andes 1972 resgata a queda do avião que levava uruguaios para o Chile, o Teatro Solis, cuja visitação culmina com uma encenação de atores locais que interagem com os visitantes. Dos shows, Buenos Aires tem uma associação categórica: tango! Desde os lugares tradicionais, às apresentações com produções à altura da Broadway.”

Henrique Mol

Deixe um comentário

*