FMI

Após prever que a economia brasileira vai encolher 1,5% em 2015, o Fundo Monetário Internacional (FMI) atribuiu a “fatores internos” a perda de confiança que levou à queda dos investimentos privados e do consumo no País, em relatório assinado pelo diretor do departamento do hemisfério ocidental do órgão, Alejandro Werner. No documento, o FMI destaca que o PIB real do Brasil encolheu nos três primeiros meses do ano, e que dados preliminares do segundo trimestre “indicam uma nova deterioração, inclusive no mercado de trabalho, mesmo com a inflação mantendo-se incomodamente alta”.

Deixe um comentário

*