Estreia dia 14: ‘O médico e o monstro’, na Mooca

Estreia dia 14: ‘O médico e o monstro’, na Mooca

“Dr. Jekill and mr. Hyde”, o classico do suspense em formato de triller psicológico chega a São Paulo exclusivamente para o Teatro Arthur Azevedo, dia 14 de setembro, em temporada até 14 de outubro. A montagem teve estreia em junho de 2017, em Lisboa.

Roberto Cordovani interpreta todos os oito papeis desta intrigante adaptação em que se confronta os diversos eus de uma mesma pessoa. O suspense de Robert Louis Stevenson, no teatro, faz com que o público reflita sob o lado perverso que todos possuímos. O espetáculo tem figurinos de alta costura, cenários virtuais, 12 trocas de roupas, trilha sonora de suspense e uma iluminação de impacto.

O renomado dr. Jekyll, na londres vitoriana, desenvolve uma fórmula e serve de cobaia para testar e analisar as diversas personalidades que habitam os seres humanos; contra a sua vontade transforma- se no sombrio mr. Hyde, desenvolvendo o pior dos instintos.

A eterna luta do bem e do mal. A questão da sexualidade, o confronto entre o mundano e o afetivo, o medo e a rejeição. Um retrato cruel do lado mais obscuro do ser humano.

Mas o autor teve também outras obras marcantes ao longo de sua carreira, como é o caso de seu romance-aventura “A Ilha do Tesouro”, que faz sucesso por gerações e também foi adaptado para o cinema. O enredo é repleto de ações de piratas que em pleno século 18 navegavam pelos mares em busca de tesouros perdidos. O curioso desta história é que Stevenson retrata um pirata com uma perna de pau e um papagaio no ombro, cena que permaneceria até hoje no imaginário popular.

Dono de uma criatividade exacerbada e sempre disposto à experimentação, Stevenson teve uma carreira profícua tanto pelo número de trabalhos que produziu como pela diversidade dos gêneros que adotou. Assim, em sua obra podem ser encontrados ensaios, contos, roteiros de viagens, peças teatrais, poesias e até composições musicais.

SOBRE O ATOR E DIRETOR

Roberto Cordovani, paulistano da Mooca, saiu do Brasil em 1985, com o sucesso teatral “Amar, Verbo Intransitivo”, de Mário de Andrade.

Na Europa, sempre se apresentando em português, percorreu nove países e 320 cidades européias.

Recebeu nove prêmios internacionais de teatro, entre eles o de melhor ator de Londres, Madri, Santiago de Compostela e do Festival Internacional de Teatro de Edimburgo, Escócia.

Ganhou fama internacional representando personagens como Greta Garbo, em “Olhares de Perfil”, Dorian Gray, Eva Perón, Isadora Duncan, entre outros.

Seus trabalhos mais recentes no Brasil foram protagonizando a produção musical “A Paixão Segundo Nelson”, sob textos de Nelson Rodrigues, com adaptação teatral e musical de Zeca Baleiro e direção de Debora Dubois.

Duração: 65 minutos. Apresentações: sexta e sábado, às 21 horas; e domingo, às 19 horas. Ingressos: 30,00 (inteira) no www.sampaingressos.com.br ou na bilheteria do teatro. Classificação indicativa: 14 anos. Local: Avenida Paes de Barros, 955. Mais informações no telefone 2604-5558.

Deixe um comentário

*