E o Parque Tecnológico de Itaquera?

E o Parque Tecnológico de Itaquera?

Com o objetivo de viabilizar a instalação do Parque Tecnológico de Guarulhos, em fevereiro deste ano foi oficializada a transferência de 267 mil m² de áreas do Estado (uma de 125 mil m² no Jardim Santa Helena e outra de 142 mil m² localizada próxima à Rodovia Ayrton Senna, que pertencia à Dersa) ao município para idealização do projeto que deverá abrigar cerca de 30 empresas incubadoras.

A idealização dos chamados Parques Tecnológicos, que são espaços destinados ao fomento à ciência e à tecnologia, teve início após a assinatura de um decreto que foi editado no ano de 2006 para instituir o “Sistema Paulista de Parques Tecnológicos” (SPTec). O documento possibilitou a criação de parques com o credenciamento definitivo, parques com o credenciamento provisório e parques com iniciativas de pré-credenciamento em diferentes cidades que contam com a parceria entre Prefeitura e Estado para a sua viabilização.

NA ZONA LESTE
Em dezembro de 2007, o projeto de criação destes espaços foi entregue à Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo e, atualmente, existem 30 iniciativas para a criação de Parques Tecnológicos, tendo apenas um o credenciamento definitivo no sistema e outros 18 a certificação provisória.

Na cidade de São Paulo são dois endereços: o Parque Tecnológico do Jaguaré e o Parque Tecnológico de São Paulo – Zona Leste, que fica em Itaquera, ao lado da Arena Corinthians. Lá, atualmente, apenas uma unidade da Fatec encontra-se em atividade.

O projeto contempla ainda o Polo Institucional de Itaquera, que deverá abrigar um centro de convenções, entre outros equipamentos. Um dos objetivos é contribuir para a requalificação do polo econômico da região e criar novas oportunidades de emprego.

ANDAMENTO
Informações publicadas anteriormente por este semanário dão conta de que o Parque Tecnológico conquistou o credenciamento provisório e a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) havia sido contratada para elaborar o estudo necessário para a sua implantação.

No que diz respeito ao credenciamento definitivo, era preciso organizar uma entidade gestora, que ficará responsável pela administração do espaço em Itaquera e por captar as empresas e entidades que vão ser instaladas no local.

Para saber mais sobre o andamento deste processo, a reportagem entrou novamente em contato com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, órgão responsável pelas informações. Mas, até o fechamento desta edição, as informações ainda estavam sendo apuradas pelos departamentos técnicos responsáveis.

No link os leitores podem conferir a entrevista feita com o secretário-adjunto municipal de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, José Alexandre Sanches, em 2013, sobre o espaço que será criado na Zona Leste.

Deixe um comentário

*