Driblando a falta d’água

Driblando a falta d’água

O leitor Gilberto Ferreira dos Santos entrou em contato com a Gazeta para informar como os moradores do Condomínio Nádia Alessandra, localizado na Vila Formosa, que estão preocupados com a crise hídrica, estão fazendo para driblar a falta d’água.

De acordo com ele o condomínio possui duas minas, porém ainda não se sabe se a água delas é potável. Eles aguardam a análise feita pelo Instituto Adolfo Lutz – Laboratório de Saúde Pública, que deve sair em 30 dias.

Se o resultado não for favorável e água não for potável, a saída, segundo Gilberto, será investir em filtros específicos. “Eu já estou à procura, pois são filtros grandes e não são muito fáceis de achar. Iremos dividir a compra entre os 40 condôminos”, comentou. Outra alternativa, sugerida pela filha de Gilberto, é de comprar produtos que purificam a água. Por enquanto a água das minas é utilizada para a limpeza da garagem e também para molhar as plantas do jardim.

Deixe um comentário

*