Diversão voltou ao Largo do Bom Parto

Diversão voltou ao Largo do Bom Parto

Com alguns ajustes sendo finalizados, o playground do Largo Nossa Senhora do Bom Parto voltou a ser uma opção de lazer para as famílias do Tatuapé. O lugar chegou a ficar dois anos sem os brinquedos, desde 2016, mesmo diante de diversas reclamações de moradores. Quando os equipamentos foram retirados, durante a administração Haddad e da antiga Subprefeitura Mooca, o então subprefeito Evando Reis decidiu conceder a área para uma empresa que instalou uma pista de hoverboard (skate elétrico) no espaço.

COBRANÇA

Na época, várias famílias se manifestaram contra a perda da área infantil, e ainda criticaram o fato do empresário responsável pela pista começar a cobrar R$ 20,00 por hora de uso do terreno. Cerca de uma semana depois, as informações direcionadas aos praticantes do esporte foram retiradas da área e o funcionário que organizava a utilização havia ido embora. De lá para cá, os brinquedos ficaram abandonados no pátio da Prefeitura.

Cães ganharam um circuito de atividades”

RETOMADA

Agora, já possível ver mães e pais acompanhando as crianças que brincam no escorregador, nas gangorras, nas balanças de pneus e no gira-gira. O trepa-trepa, que teve alguns problemas durante sua fixação, estava momentaneamente interditado, por conta da segurança, mas logo seria reaberto. Outra vantagem do retorno do playground está relacionado ao fato dos adultos poderem ficar tanto do lado de dentro quanto do lado de fora, pois a área é cercada.

Como o investimento da empresa contratada pela Prefeitura foi positivo, um projeto voltado aos cães também foi instalado no largo. Trata-se de um circuito em que os pets podem correr, subir, descer e saltar sobre obstáculos, além de passar por dentro de pneus. Em alguns pontos estão fixadas estruturas metálicas nas quais os donos dos animais podem regular a altura dos saltos. Com os equipamentos, a intenção é a de fazer com que os bichos gastem energia e fiquem mais calmos. O local também supre uma demanda dos donos de cães de não ter um espaço mais específico e seguro.

Deixe um comentário

*