Curso dá orientações de como proceder em casos de acidentes de trânsito

Até o dia 15 de maio estão abertas as inscrições para o curso de educação à distância “Acidentes de Trânsito – o que é preciso saber”. Trata-se de uma iniciativa da disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a Associação para a Educação, Esporte, Cultura e Profissionalização da Divisão de Reabilitação do Hospital das Clínicas (AEDREHC) e o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

O curso é gratuito e as vagas são limitadas. Os interessados podem se inscrever no site http://jovemdoutor.org.br/transito/.

Com o objetivo de evitar mortes no trânsito, o curso aborda o funcionamento saudável do corpo humano através do Homem Virtual, uma ferramenta com design científico; a correlação das funções fisiológicas do corpo humano com as consequências do acidente e primeiros socorros; as primeiras atitudes em caso de acidente: para quem telefonar; quais informações são relevantes para relatar aos profissionais do resgate; aspectos importantes dos primeiros socorros: quais atitudes podem ser tomadas até que a equipe profissional chegue ao local e como o pedestre pode prevenir acidentes de trânsito.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, acidentes de trânsito (41,7 mil mortes) matam mais que insuficiência cardíaca (27,3 mil) e câncer de pulmão (24,4 mil). Só no Estado de São Paulo, de janeiro a setembro de 2017, ocorreram 4.218 óbitos em decorrência de acidentes de trânsito. As maiores vítimas são motoqueiros e pedestres, ainda muito jovens, entre 18 e 24 anos.

Com o principal objetivo de reduzir pela metade as vítimas fatais no trânsito no estado até 2020, o Governo do Estado de São Paulo lançou em 2015 o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito – inspirado na Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011 a 2020), estabelecida pela Organização das Nações Unidas.

O comitê gestor é coordenado pela Secretaria de Governo e, além da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, é composto por mais sete Secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no estado.

Deixe um comentário

*