‘CPTM não investe em antigas estações’ Leitor comenta

Sr. redator:
“É difícil entender que as estações da Zona Leste, que foram um patrimônio histórico de desenvolvimento, nos anos 50, 60 e 70, foram abandonadas devido à implantação do Metrô. Concordo que o Metrô atraiu o desenvolvimento, porque antigamente a Zona Leste era desconhecida, principalmente de Artur Alvim em diante.

No entanto, atualmente o Metrô anda superlotado a qualquer hora. Parece uma lata de sardinha. Se for pensar, de uma forma geral, em relação à comodidade, está pior do que antes.

Infelizmente, se mata o antigo e sacrifica o novo e quem paga é a população. Solicito que seja feita uma enquete na Zona Leste, com relação ao transporte, direcionada aos moradores que residem próximos das estações Vila Matilde, Guilhermina-Esperança, Patriarca e Artur Alvim, que se deslocam até o centro. Dessa forma a CPTM vai saber se foi bom para as pessoas encerrar o atendimento nos bairros citados.”

João José da Silva

Deixe um comentário

*