Corredores de Ônibus: Moradores e empresários temem desapropriações

Corredores de Ônibus: Moradores e empresários temem desapropriações

Até o ano de 2016, a intenção da Prefeitura é criar mais 150 quilômetros de corredores de ônibus nas regiões norte, sul e leste. Os investimentos fazem parte dos pacotes de ampliação da mobilidade urbana na cidade que, inclusive, vem sendo monitorada através de pesquisas encomendadas.

No dia 18 de setembro, levantamento realizado pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo, da Prefeitura, apontou que 90% das pessoas são favoráveis à ampliação das faixas exclusivas para ônibus.

Mas este cenário muda completamente quando o morador ou empresário pode estar na lista das desapropriações para a passagem dos corredores. Caso de Jotamar Aparecido Candido. À frente da “Jotamar e Amigos em Defesa do Comércio com Justiça, Respeito e Coerência”, ele contou à reportagem que, no dia 4 de setembro, cerca de 90 pessoas, entre moradores e comerciantes das avenidas Harry Dannemberg, Líder e Itaquera, da Rua São Teodoro e das proximidades com o Terminal Carrão, se reuniram para discutir sobre o assunto.

“Todos expressaram seus medos, insatisfações, além da rejeição ao projeto do corredor. Não podemos aceitar que a população sofra as consequências de um projeto mal-elaborado, sem o conhecimento dos problemas dos bairros. É preciso ouvir a população em primeiro lugar, para saber o que é prioridade em cada bairro. Se ninguém aprova esse projeto de desapropriação para a passagem dos corredores de ônibus, temos que pedir o seu veto e depois criar um novo projeto ouvindo a população, para atender a prioridade de cada bairro”, destacou.

LIBERAÇÃO
No dia 15 de setembro, a Prefeitura formalizou o contrato com a Caixa Econômica Federal que prevê o repasse de R$ 1,9 bilhão para a construção de seis corredores. Para a realização das obras, parte dos investimentos virá do governo federal por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Moradores e comerciantes estão preocupados em perder seus imóveis com a passagem dos corredores de ônibus

Moradores e comerciantes estão preocupados em perder seus imóveis com a passagem dos corredores de ônibus

Geral Avenida Jacu Pessego corredor de onubus - Carol

Segundo a Prefeitura, a lista dos corredores contempla a ligação Norte/Sul, incluindo a Avenida 23 de Maio; a Avenida Celso Garcia e o Perimetral Bandeirantes/Salim Farah Maluf, ambos na região leste da cidade. Do total de corredores previstos até aqui, 37,5 quilômetros estão em obra, 60,8 quilômetros estão com a obra contratada ou aguardando licença ambiental e 67,2 quilômetros estão em fase de projeto ou pré-qualificação.

SITUAÇÃO
Na Zona Leste, aguardam pela liberação da licença ambiental: os corredores Radial Leste – Trecho 1 (12 km), Radial Leste 2 (5 km) e Leste Aricanduva (14 km). O Radial Leste – Trecho 3 (9,4 km) está em fase de projeto ou pré-qualificação. O Leste Itaquera tem contratos com as empresas Carioca e C. Correa e o novo Terminal Itaquera também aguarda pela Licença Ambiental.

DESAPROPRIAÇÕES
Para saber se o imóvel será, ou não, desapropriado, a SPObras disponibilizou uma central de atendimento que funciona de terça a quinta, na Praça do Patriarca, 96, das 13h30 às 16h30. É preciso levar o IPTU. As informações serão passadas apenas aos proprietários e locatários, devidamente identificados.

OBRAS INSERIDAS
O pacote de obras na Zona Leste contempla a construção do novo Terminal Itaquera, com 40 mil m2; a requalificação e modernização do Terminal Itaquera, que já aconteceu; as paradas com Tarifa Desembarcada (corredores Radial Leste 1 e 2); a construção de um túnel exclusivo para ônibus (na região do Parque Dom Pedro); e a construção de quatro novos viadutos.

O Corredor Leste Radial 1 segue do Terminal Parque Dom Pedro II até a Rua Joaquim Marra, após a estação Vila Matilde do Metrô, e na região do Metrô Penha há indicação de construção de um viaduto exclusivo para os ônibus. Depois, o Corredor Leste Radial 2 continua até a Praça Emilia de Freitas, próximo à estação Corinthians-Itaquera do Metrô.

O Corredor Leste Aricanduva parte da Avenida Radial Leste até a ligação com a Avenida Ragueb Chohfi. Na altura da Avenida Itaquera, consta a construção de um viaduto para a passagem em ambos os sentidos da via.

Já o Corredor Leste Itaquera compreende o trecho da Avenida Itaquera, partindo do Terminal Carrão, que continua pela Avenida Líder e volta para a Avenida Itaquera até a estação de Transferência da Avenida Jacu-Pêssego.

OUTRAS INFORMAÇÕES
O Rima (Relatório de Impacto Ambiental) está disponível para consulta pública no Cades. Ele está localizado na Rua do Paraíso, 387, 1º andar, telefone 3266-7141, das 10 às 16 horas, nos dias úteis. Informações também podem ser encontradas no link.

Já nos link  e link2 é possível saber mais sobre os corredores da Zona Leste.

Deixe um comentário

*