Carrão e Vila Formosa – Terrenos do Metrô esperam obras

Carrão e Vila Formosa – Terrenos do Metrô esperam obras

Após a Companhia do Metropolitano (Metrô) ter feito as demolições dos imóveis que foram desapropriados, há mais de dois anos, em alguns endereços da região, para a passagem da Linha 2-Verde, que seguirá da Vila Prudente até a região da Dutra, agora quem mora próximo a esses terrenos reclama do abandono das áreas. De acordo com os vizinhos, como as obras parecem que não vão começar tão cedo, há o risco da proliferação de mosquitos, ratos e baratas, pois muitas pessoas estão jogando lixo e entulho nos espaços.

De acordo com o secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, a Linha Verde foi temporariamente suspensa para a conclusão das obras cujos trechos estavam mais adiantados.

Informações estão fora do ar”

Uma delas, que foi entregue, liga as linhas já existentes ao Aeroporto de Cumbica, Guarulhos. A nova linha leva até o Terminal 1 do aeroporto. Lá ocorrem o embarque e desembarque dos passageiros de voos das companhias aéreas Azul e Passaredo. Os passageiros que utilizam os terminais 2 e 3, deverão pegar um ônibus gratuito fornecido pela GRU-Airport.

O novo trecho da Linha 2-Verde terá mais 14,4 quilômetros. Atualizado, o mapa traz as seguintes estações: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra. A expectativa era para que as obras tivessem sido iniciadas no ano de 2014.

Também são previstas interligações da Linha 2-Verde com a CPTM na Linha 11-Coral e com a Linha 3-Verde, na nova estação Penha que será construída, nas linhas 12-Safira e 13-Jade, e na futura estação Tiquatira. Por conta da campanha eleitoral, o link http://www.metro.sp.gov.br/obras/desapropriacoes/linha-2-verde.aspxas não está no ar. A partir da próxima semana, pessoas interessadas em ter acesso às imagens dos mapas dos locais que poderão dar lugar a estações podem tentar o acesso.

Deixe um comentário

*