Calçada do Tatuapé: Subprefeitura concreta e não opta pelo piso intertravado

Calçada do Tatuapé: Subprefeitura concreta e não opta pelo piso intertravado

Durante anos esta Gazeta apontou os problemas existentes nas calçadas do Clube Escola Tatuapé, nas ruas Monte Serrat, Apucarana e Tijuco Preto. Além das imperfeições do piso, vários buracos faziam os pedestres tropeçarem ou caírem durante a passagem pelo local. Como se não bastassem esses problemas, a Dersa resolveu cortar os passeios, há cerca de um ano, com o objetivo de implantar o projeto “Calçada Verde”. Porém, os calçamentos foram abandonados e os buracos, com barro, passaram a servir como obstáculo e depósito de lixo.

CONFUSÃO
Após várias denúncias de moradores do entorno, a reportagem tentou conseguir respostas com a Prefeitura e também com a Subprefeitura Mooca. Contudo, os órgãos, bem como a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, não se entendiam com relação a quem assumiria a responsabilidade da reforma. Com isso, as reclamações continuaram e, a partir do mês passado, a subprefeitura resolveu assumir a questão e começou a restaurar o passeio.

TAXISTAS
As obras foram iniciadas e, com elas, outros problemas. Pedestres e passageiros que saíam ou seguiam em direção à estação Carrão do Metrô tinham de caminhar pelo meio da rua, pois o lado do meio-fio estava ocupado por carros estacionados. Os taxistas reclamavam que seus clientes também estavam sendo prejudicados, porque havia dificuldade para entrar nos veículos. As reivindicações continuaram até que a subprefeitura passou a entregar os trechos das calçadas concretadas.

Em alguns momentos, os pedestres se arriscavam ao caminhar pela Rua Monte Serrat

Em alguns momentos, os pedestres se arriscavam ao caminhar pela Rua Monte Serrat

INTERTRAVADO
Agora, com quase tudo pronto, surge outra pergunta: por que o órgão não optou pelo piso intertravado, que é mais permeável, ao invés de concretar o piso e só deixar o quadrado onde estão as árvores? Há anos a Prefeitura luta contra a impermeabilidade do solo na cidade, inclusive existe uma lei para punir pessoas ou empresas que construírem sem manter uma parte do terreno capaz de absorver a água. Diante disso, quem está errado?

O OUTRO LADO
A Subprefeitura Mooca informa que a obra na calçada do Clube Escola Tatuapé, é de inteira competência da Secretaria Municipal de Esportes. Porém, devido ao volume de reclamações que recaíam sobre a subprefeitura, e a urgência na resolução do problema, esta administração se colocou à disposição e fez uma obra emergencial decidindo pela colocação de um calçamento convencional, pois não tinha à disposição o piso intertravado. No entendimento da subprefeitura, a calçada comum foi a alternativa mais viável, pois o fluxo naquele local é muito intenso, inviabilizando o conceito de “Calçada Verde” a Dersa.

Deixe um comentário

*