Bresser – Reintegração de posse fica no papel

Bresser – Reintegração de posse fica no papel

A Comunidade do Cimento, localizada ao lado do Viaduto Bresser, e cujos barracos têm continuidade na Rua Pires do Rio, permanece sendo um transtorno para moradores das regiões do Belém, Mooca e Brás, e também para motoristas que circulam pela Avenida Radial Leste, estudantes de uma universidade próxima e passageiros de ônibus que trabalham em empresas vizinhas ao viaduto.

Cíntia dos Santos, moradora da região da Bresser, afirmou ter medo de parar à noite no semáforo para pedestre que fica quase ao lado do viaduto. Segundo ela, a questão tem se agravado com o passar dos anos e cada vez mais famílias estão ocupando a área. “Como a comunidade cresceu muito, fico preocupada com o tipo de abordagem que a Prefeitura vai ter para retirar tantas casas de madeira ao mesmo tempo e ainda dar direcionamento a tanta gente”, analisou.

Em vários momentos recentes houve aberturas de processos de reintegração de posse mas, em nenhum deles, a Subprefeitura Mooca conseguiu cumpri-los. Com isso, o número de moradias clandestinas aumentou e se espalhou pelos arredores da Bresser, dificultando ainda mais a ação da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

Petição pública na Internet”

Os problemas gerados pelo avanço da comunidade, que dura anos, resultaram numa petição pública registrada na Internet, no site Avaaz.org, com o seguinte título: “Mooca mais segura e retirada da favela da Avenida Radial Leste”.

Com 7.772 assinaturas, o responsável pela petição quer que a mesma obtenha pelo menos dez mil assinaturas. O documento alega que, junto com o crescimento de moradias irregulares, aumentaram os furtos, assaltos e o consumo de drogas. O pedido ainda é reforçado pela ocorrência de um latrocínio, registrado em uma praça da região frequentemente utilizada por crianças.

O abaixo-assinado virtual menciona, também, que a Mooca já foi um dos melhores e mais seguros bairros de São Paulo. Hoje, conforme a petição, está tudo abandonado e tomado por moradores de rua que roubam e consomem drogas livremente, tirando a tranquilidade das pessoas. Por fim, o documento aponta para três itens principais: 1 – retirar a favela da Radial Leste, 2 – oferecer maior segurança e policiamento ao bairro e 3 – cuidar do Centro Esportivo da Mooca, que está tomado por moradores de rua.

O OUTRO LADO

A assessoria da Secretaria das Subprefeituras informou que não existem planos em andamento para um pedido de reintegração de posse ou de realocação dos moradores da Bresser para um Centro de Acolhida Especial no Canindé.

Deixe um comentário

*