Base da Silvio Romero – Muito perto de inaugurar

Base da Silvio Romero – Muito perto de inaugurar

A Praça Silvio Romero, no Tatuapé, deverá receber, no início de novembro, segundo a 1ª Cia. do 8º Batalhão, a nova base da Polícia Militar. Após o atraso de alguns dias, por conta de um período de chuvas, as obras estão praticamente concluídas. Com a inauguração do espaço, os policiais terão uma estrutura melhor de atendimento, com a possibilidade de acolher e dinamizar os serviços à população.

Atualmente, uma equipe da 1ª Cia. do 8º Batalhão da PM dá o suporte aos moradores e frequentadores do bairro em uma base móvel que está estacionada na praça. Para o capitão Felipe de Lima Simões, comandante da 1ª Cia., a atenção permanece a mesma a todos os que passam pelo local, inclusive para quem tem dúvidas ou busca informações sobre o programa Vigilância Solidária.

“Além da base da Silvio Romero, os moradores também podem participar da reunião do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) Tatuapé, realizada todas as terceiras segundas-feiras de cada mês, no Colégio Amorim, às 20 horas; ou visitar a Companhia, na Rua Antonio Camardo, junto à Rua Serra de Japi, ao lado do 30º DP”, convidou Lima.

Às vésperas da abertura da nova base, o capitão frisou, durante o último encontro no Conseg, que as pessoas reúnam o máximo de informações possíveis quando suspeitarem de alguma situação ou indivíduo que esteja circulando pela rua, seja a pé ou de carro.

VIGILÂNCIA SOLIDÁRIA

O programa é voluntário e pode ser implantado em ruas de um determinado bairro ou região. Devem ser evitadas ações ou iniciativas isoladas. A comunidade também poderá apoiar na confecção das placas de segurança do bairro, por meio de patrocínio não oneroso. Para receber os benefícios do Vizinhança Solidária, o cidadão deve procurar a 1º Companhia ou a base da Silvio Romero, a fim de preencher o requerimento de análise de vulnerabilidade.

Durante o processo, a PM escolhe os locais para afixação das placas com base nas ferramentas de inteligência policial e de gestão. Promove reuniões de mobilização com a comunidade organizada, identifica e cria proximidade com as lideranças comunitárias. A polícia também ministra palestras sobre Prevenção Primária de Sensibilização, visita o tutor, seguindo as indicações do cartão de prioridade de policiamento e monitora os indicadores criminais da região.

Deixe um comentário

*