Aula Magna com Stálin

Aula Magna com Stálin

Está em cartaz no Teatro Artur Azevedo, até o dia 1º de julho, a peça “Aula Magna com Stálin”. Ambientado no inverno russo, o espetáculo se passa numa noite regada a cálices de vodka em que quatro figuras chave para a URSS se reúnem para discutir música: Stálin, Jdanov, seu mais fiel zelador de princípios artísticos, e os compositores Sergei Prokofiev e Dimitri Shostakovitch, interpretados respectivamente pelos atores Eduardo Semerjian, Luiz Damasceno, Carlos Palma e André Garolli.

Um espetáculo tem dois atos. O primeiro, denso e dramático, carregado de opressão e violência. E o segundo, uma sátira ao universo político e musical da União Soviética no ano de 1948. “Aula Magna com Stálin”, do premiado romancista britânico David Pownall foi escrita em 1982 e ganhou tradução de William Pereira em 1996, que também dirige a montagem.

Para Pownall, o que parecia atrair, desde o início, além dos conflitos entre arte e poder, era a simultaneidade de humor e horror presente na transcrição das atas do congresso de compositores da URSS: “Por um lado, aquelas atas eram de gelar o sangue, mas também faziam rir. Havia uma certa mistura de terror e zombaria e eu imediatamente soube que queria escrever uma peça a respeito”, afirmou o romancista.

Apresentações: sextas, às 21 horas, sábado, às 20h30 e domingo, às 19 horas. Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00. Local: Avenida Paes de Barros, 955, Mooca. Indicação etária: 16 anos. Mais informações no telefone 2605-8007.

Deixe um comentário

*