Animação Lino

Animação Lino

Lino uma animação inteiramente produzida no Brasil no estúdio paulista de animação StartAnima, viajou o mundo. O longa, que conta a história do rapaz mais azarado do mundo que se transfoma em um gato, já foi comercializado para mais de 50 países, se tornando o filme brasileiro mais vendido para cinemas até o momento. Além disso, a animação acumula público de mais de 1.1 milhão de pessoas, o que faz de “Lino” o maior público de uma animação brasileira. E os números grandiosos de público acompanham o gato ao redor do mundo, foram 325 mil pessoas na Rússia, 324 mil no Brasil e 265 mil pessoas no México – terceiro maior mercado do mundo para animação, atrás dos EUA e da China.

Desde 2013 nosso país não criava nada do tipo, quando lançou Minhocas, dirigido por Paolo Conti e Arthur Nunes, realizado com uma mescla de stop-motion e efeitos 3D de computação. Depois disso, vieram Uma História de Amor e Fúria (2013), Até que a Sbórnia nos Separe (2013) e o prestigiado O Menino e o Mundo (2014), todas, no entanto, usando o método tradicional de animação, não menos trabalhoso.

O filme conta a história de Lino, um animador de festas muito azarado que não aguenta mais seu emprego, pois precisa vestir todos os dias uma horrorosa fantasia de gato gigante e aguentar sempre a mesma rotina de maus tratos das crianças. Cansado de tudo e tentando se livrar da falta de sorte que o persegue, Lino resolve buscar a ajuda de Don Leon, um suposto “mago” não muito talentoso, que o trasnforma justamente no que ele mais queria se livrar: sua própria fantasia! Em sua jornada para reverter o feitiço, Lino será confundido com o “maníaco da fantasia” e passa a ser procurado pela polícia, dando início a uma grande aventura. Em cenas divertidas, dinâmicas e inesperadas, Lino descobrirá um novo amor pelo seu trabalho, pelas crianças e um novo sentido para sua vida.

Deixe um comentário

*