Ambulantes recebem autorização de Haddad para comércio na Copa

Ambulantes recebem autorização de Haddad para comércio na Copa

Na última quinta-feira, 8, um grupo de ambulantes foi recebido na sede da SPCopa. O objetivo do encontro foi o de saber se os trabalhadores do comércio informal teriam autorização para trabalhar durante o Mundial. Ao final das discussões foi formulado um relatório que reafirmou a inclusão dos camelôs na Copa. Conforme o documento, não haverá coibição ao comércio de rua durante o torneio.

O texto detalha que será assegurada a atividade comercial regular, no período de jogos da Copa, dos ambulantes que possuam Termo de Permissão de Uso (TPU). Outra conquista do grupo foi a abertura de 600 vagas temporárias de vendedores nas duas “áreas de restrição comercial” da Copa.

POSTO DE TRABALHO
Serão 400 postos de trabalho nas imediações da Arena Corinthians, e outros 200 no entorno da Fifa Fan Fest, no Vale do Anhangabaú. Todas as vagas serão preenchidas por trabalhadores com experiência no comércio de rua.

A expectativa dos participantes é que centenas de outros postos sejam abertos, ainda, nas exibições públicas da Copa a serem promovidas pela Prefeitura. No total, os eventos do Mundial podem gerar até mil empregos diretos para trabalhadores ambulantes.

PLANEJAMENTO
Desde outubro de 2013 os ambulantes de Itaquera trabalham sem a fiscalização e planejamento da Prefeitura. Atualmente, eles ficam em barracas cobertas por lonas azuis próximo à praça da antiga estação de trem. Desde 2011 os comerciantes informais atuam na região, mesmo tendo sido retirados pela Prefeitura quando foi lançado o projeto de revitalização do bairro.

No ano passado, a Supervisão de Fiscalização da Subprefeitura Itaquera afirmou que o comércio dessa natureza é irregular, pois não há permissão para o seu funcionamento. Segundo a supervisão, como ele vem ocupando espaços particulares, a Prefeitura autua quando falta o auto de licença de funcionamento.

Deixe um comentário

*