‘A Rainha das Chuteiras’

‘A Rainha das Chuteiras’

Com a marca do gênero híbrido, que oscila entre a história, a antropologia e o relato jornalístico, o livro “A Rainha de Chuteiras”, de Marcos Alvito, encanta e informa. Nas páginas é possível acompanhar uma temporada inteira de futebol inglês – apresentada em divertidíssimas crônicas – com todos os detalhes: os jogos, os times, os “hooligans”, os torcedores, “fish and chips”, os campeões, aqueles clubes que não ganham nunca e, como não poderia deixar de ser, há espaço para o rúgbi, o críquete, opiniões perspicazes e até um passeio a Gales.

Como bem observa o jornalista Flavio Pinheiro, no texto de apresentação do livro, Marcos Alvito é um craque. Craque em história, antropologia, samba e em futebol, às margens das quatro linhas. Produto de astuta observação e longe de estar contaminada por vício de torcedor, a obra enriquece a bibliografia sobre futebol.

Segundo Alvito, por mais que o Brasil seja o País do futebol, é preciso admitir que esse esporte nasceu do outro lado do Atlântico. A terra da rainha foi a arena dos primeiros passes, dos primeiros dribles, das primeiras regras e, hoje, é palco da liga de futebol mais famosa do planeta – a Premier League.

Deixe um comentário

*