A Ponte

A Ponte

A primeira montagem nacional do texto do canadense Daniel MacIvor, que ficou conhecido pelo público brasileiro através das montagens de “In on It”, “À Primeira Vista” e “Cine Mostro”, celebra o primeiro encontro de quatro artistas de linhagens distintas: Maria Flor que tem a sua história ligada ao cinema e a televisão; a premiada Bel Kowarick que é uma referência no teatro contemporâneo produzido em São Paulo; Débora Lamm que, sempre associada às comédias, mergulha em um texto intenso, por vezes dramático; e o diretor Adriano Guimarães, do Coletivo Irmãos Guimarães, premiado encenador brasiliense cujo recente trabalho foi a direção do espetáculo “Imortal”, adaptação de um conto do argentino Jorge Luiz Borges.

Três irmãs separadas pela vida são obrigadas a se reunir para enfrentar a morte iminente de sua mãe. Bel Kowarick dá vida à primogênita Theresa, uma freira que se isolou da família em um retiro religioso. Débora Lamm é Agnes, a irmã do meio, uma atriz falida que deixou sua cidade natal. E Louise, interpretada por Maria Flor, a mais jovem das irmãs, viciada em séries de TV a quem não interessa quase nenhum diálogo para fora do mundo virtual. E neste reencontro, do embate entre elas ambientado na cozinha da casa onde foram cridas, as três vão acabar revendo seus valores, crenças e diferenças em busca da possível reconstrução do núcleo familiar há muito tempo fragmentado.

Apresentações sexta, sábado e segunda, às 20 horas; e domingo, às 18 horas. Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – Rua Álvares Penteado, 112. Ingresso: R$ 30,00 (inteira). Mais informações pelo telefone 3113-3651. Temporada: até 25 de março.

Deixe um comentário

*