A Dona da História

A Dona da História

Quem nunca desejou encontrar-se consigo mesmo no futuro, só por curiosidade ou até para pedir um conselho? Ou quem não sonhou em visitar o passado e dizer umas verdades para sua versão mais jovem? A Dona da História é uma comédia que retrata esse improvável encontro.

Apresentado pela Volkswagen Financial Services e com produção do trio Túlio Rivadávia, Marcio Sam e Rose Dalney, através da Rivadávia Comunicação em coprodução com a Miniatura9 Produções, o espetáculo volta aos palcos comemorando 20 anos de sua primeira e antológica montagem.

SUCESSO DE PÚBLICO

Com texto e direção de João Falcão, o espetáculo traz agora aos palcos Angela Dippe e Luana Martau vivendo uma única personagem, a mesma vivida por Marieta Severo e Andreia Beltrão em 1997. Sucesso de público e crítica, a primeira montagem ganhou diversos prêmios e projetou mundialmente o texto, sendo traduzido para o espanhol, inglês, francês e hebraico. Agora, 20 anos depois, o grande sucesso teatral que tornou João Falcão um dos mais festejados dramaturgos e diretor brasileiro ganha nova montagem comemorativa. Uma versão que continua atual e nos coloca diante de uma reflexão atemporal, embora tratando-se do tempo: como seria a vida se as escolhas fossem outras? Qual vida teríamos? Outros caminhos seriam possíveis? Se tivéssemos escolhido fazer aquela viagem, morar em outra cidade ou país, se a profissão escolhida foi realmente a certa e dentre tantas outras perguntas agora mais do que nunca, pertinentes, quando o ritmo temporal da vida parece se acelerar a todo instante.

REFLEXÕES

“O que terá acontecido nos trinta e cinco anos que separam esses dois momentos na vida dessa mulher? O que terá deixado de acontecer? Ou será que esse tempo não aconteceu ainda? E ainda está por vir? Será que a mais nova é apenas memória da mais velha? Ou será que a mais velha é apenas imaginação da mais nova? Quem está no presente? Ou no passado? Ou no futuro? Quem será a Dona da História?”questiona João Falcão.

SOBRE O DIRETOR

O autor e diretor João Barreto Falcão Neto, nasceu em Recife, em 1958. Como autor, cria diálogos vivos, construindo um jogo lúdico de palavras e ideias a partir de situações simples. Como diretor, valoriza a expressão teatral do ator em marcações ágeis, sem assumir um ponto de vista sobre a história.

SERVIÇO

A Dona da História. Teatro OPUS, Avenida das Nações Unidas, 4777, Alto de Pinheiros, Shopping Villa Lobos / 4o andar. Bilheteria: de terça a domingo, das 12 às 20 horas. Sexta e Sábado às 21 horas; e domingo às 19 horas. Ingressos: R$ 100,00 (plateia baixa); R$ 80,00 (plateia alta); R$ 50,00 (segunda plateia alta e balcão nobre). Sessões populares: quintas – dias 27 de setembro, 4 e 11 de outubro, às 21 horas (R$ 60,00). Duração: 50 minutos. Não haverá apresentações nos dias 19, 20 e 21 de outubro. Até 4 de novembro. Estacionamento do shopping: R$ 16,00 até 3 horas. Acesso para cadeirantes. www.teatroopus.com.br.

Deixe um comentário

*